sicnot

Perfil

  • "Quem faz isto sabe estudar os dias e o vento para arder o máximo possível"
    4:15
  • O balanço trágico dos incêndios do fim de semana
    0:51

    País

    Mais de 500 mil hectares de área ardida, 42 vítimas mortais, 71 de feridos, dezenas de casas e empresas destruídas. É este o balanço de mais um fim de semana trágico para Portugal a nível de incêndios florestais.

  • 2017: o ano em que mais território português ardeu
    1:41

    País

    Desde janeiro, houve mais área ardida do que em qualquer outro ano na história registada de incêndios florestais. Segundo dados provisórios do Sistema Europeu de Informação sobre Fogos Florestais, mais de 519 mil hectares foram consumidos pelas chamas até 17 de outubro, o que representa quase 6% de toda a área de Portugal. 

  • "Viverei com o peso na consciência até ao último dia"
    3:00
  • O que resta de Tondela depois dos incêndios
    1:07

    País

    O concelho de Tondela é agora um mar de cinzas, imagens recolhidas pela SIC com um drone mostram bem a dimensão do que foi destruído pelos incêndios. Perto 100 habitações principais ou secundárias, barracões, oficinas e stands arderam. 

  • Moradores reuniram esforços para salvar idosos das chamas em Pardieiros
    2:50

    País

    O incêndio de domingo em Nelas fez uma vítima mortal: um homem de 50 anos, de Caldas da Felgueira, que regressava de uma aldeia vizinha, onde tinha ido ajudar a combater as chamas. Em Pardieiros, no concelho de Carregal do Sal, várias casas arderam e uma jovem sofreu queimaduras ao fugir do incêndio. Durante o incêndio, pessoas reuniram esforços para salvar a povoação.

  • A fotografia que está a correr (e a impressionar) o Mundo

    Mundo

    A fotografia de uma cadela a carregar, na boca, o cadáver calcinado da cria está a comover o mundo. Entre as muitas fotografias que mostram o cenário causado pelos incêndios que devastaram a Galiza nos últimos dias, esta está a causar especial impacto. O registo é do fotógrafo Salvador Sas, da agência EFE. A imagem pode impressionar os mais sensíveis.

  • As lágrimas do primeiro-ministro do Canadá

    Mundo

    O primeiro-ministro da Canadá, Justin Trudeau, emocionou-se esta quarta-feira ao falar de um artista que morreu depois de perder uma luta contra o cancro. Gord Downie, vocalista da banda de rock canadiana "The Tragically Hip", faleceu esta terça-feira, aos 53 anos, vítima de um tumor cerebral.

  • Documentário "Jane"
    2:06

    Cultura

    O documentário sobre a ativista da natureza Jane Gooddall estreou nos Estados Unidos. "Jane" percorre a vida e obra da mulher que, nos anos 60, revolucionou a forma como se olha para a vida selvagem, nomeadamente os chimpazés.

  • Exposição Ana Hatherly na Gulbenkian
    2:12

    Cultura

    A relação da artista Ana Hatherly com o período do barroco é o tema da nova exposição da Fundação Gulbenkian, em Lisboa. Para ver há objetos, obras e documentos do século XVI, XVII e XVIII, expostos lado a lado, com a obra da artista portuguesa, que faleceu há dois anos.

  • "Se a ministra tivesse sido despedida depois de Pedrógão hoje estávamos aqui a pedir a cabeça do sucessor"
    1:58

    Opinião

    António Vitorino, Miguel Sousa Tavares, Francisco Louçã e Luís Marques Mendes estiveram ontem num debate especial na Edição da Noite para discutir a atuação de Constança Urbano de Sousa e os incêndios em Portugal. António Vitorino considera que a solução não passa por demitir a ministra da Administração Interna. Já Miguel Sousa Tavares discorda. Francisco Louçã defende que a "melhor solução é criar um novo ministério". Marques Mendes afirma que as pessoas já não confiam no Estado.

  • "Quem está no Governo tem sérias responsabilidades"
    1:07

    Opinião

    Pacheco Pereira aponta falhas do Estado, dos bombeiros e da Proteção Civil como causa dos incêndios que assolaram o país no passado domingo. O comentador da SIC considera que o Governo tem responsabilidade perante o que aconteceu.

  • "Os portugueses dispensam um chefe de Governo que lhes diz que isto vai acontecer outra vez"
    6:32

    Opinião

    Perante o cenário provocado pelos incêndios, os portugueses querem um chefe de Governo que lhes diga como é que uma tragédia não volta a repetir-se e não, como disse António Costa, que não tem uma fórmula mágica para resolver o problemas dos fogos florestais. A afirmação é de Bernardo Ferrão, da SIC, que questiona ainda a autoridade da ministra da Administração Interna para ir a um centro de operações, uma vez que é contestada por toda a gente.

  • Vitória, sem festa

    Quando passou pelo Couço – onde as histórias de resistência à ditadura se contam ainda na primeira pessoa –, o secretário-geral do PCP sublinhou um percurso. Aquele "enclave" comunista numa autarquia PS é paragem obrigatória em campanhas eleitorais. Esta "força" partidária (re)constrói-se na memória e nos símbolos. Ao recordar as palavras de um "velho camarada" no discurso da noite eleitoral, Jerónimo de Sousa realinhou por isso os cristais num momento difícil: "Os comunistas, por vezes, vão buscar forças onde elas não existem".

    Joaquim Franco