Última Edição

0
0:05

Última Edição

1
1:42

Passos acusa PS de prometer o que não pode cumprir

2
2:02

Protestos dos lesados do BES chegam a Paris

3
1:29

Futuro dono do Novo Banco não terá de pagar papel comercial

4
0:28

Marcelo defende que Carlos Costa só deve ficar no BdP até à venda do Novo Banco

5
2:25

Rui Rio vai apresentar candidatura a Belém até final de junho

6
0:50

Costa defende maior aposta na inovação

7
1:04

Encerrado lar de infância em Reguengos de Monsaraz

8
1:13

"Eu perdoo mas não esqueço"

9
2:14

Festa do Benfica na Luz cancelada devido a atraso a sair de Coimbra

10
0:32

Sismo de magnitude 8,5 abala Japão

11
0:56

Mais de 4 mil migrantes resgatados desde ontem

12
0:40

Kasparov diz que Putin é ameaça à estabilidade mundial

16:34 11.11.2013

Mulher acusada de matar filho recém-nascido julgada este mês em Vagos

Vagos, 11 nov (Lusa) - O Tribunal de Vagos vai começar a julgar este mês uma professora acusada de ter matado um bebé que acabara de dar à luz, ao esconder o recém-nascido na bagageira do seu automóvel.

O caso remonta a 11 de maio de 2011, quando a mulher, de 42 anos, entrou em trabalho de parto, na casa de banho da escola onde lecionava, no concelho de Vagos, e deu à luz "um feto de idade gestacional superior a 37 semanas, sem quaisquer malformações orgânicas ou disfuncionais".

Depois de cortar o cordão umbilical do recém-nascido, a arguida colocou-o dentro de dois sacos de plástico, na bagageira do carro, onde permaneceu dois dias e acabou por morrer asfixiada, refere o Ministério Público (MP).

Comentários

ATENÇÃO:ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

Comentários

Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

País

Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

CT: NEWS
X

Sabia que o seu Internet Explorer está desatualizado?

Para usufruir da melhor experiência de navegação na nossa página web recomendamos que atualize para uma nova versão. Por favor faça a atualização aqui .