Última Edição

1
0:05

Última Edição

2
1:58

Excesso de carga pode ter estado na origem do naufrágio nas Astúrias

3
1:53

Ministro da Economia desmente intenção de taxar produtos com excesso de sal e açúcar

4
1:47

Continuam as buscas para encontrar os 270 desaparecidos no naurágio do ferry na Coreia do Sul

5
2:22

Continuam buscas para encontrar o suspeito da morte de 2 mulheres em S. João da Pesqueira

6
1:36

Papa pede aos fiéis para lembrarem os que sofrem a crise, os imigrantes precários e as crianças vítimas de violência

7
1:50

Duques de Cambridge passam Páscoa na Austrália

8
1:06

Cristiano Ronaldo já regressou aos treinos

9
1:45

Corrida aos últimos bilhetes para o Mundial de futebol no Brasil

10
0:34

Treinador do FC Porto destaca competência do Rio Ave

11
1:15

Benfica recebe Olhanense no jogo que pode valer título de campeão

16:34 11.11.2013

Mulher acusada de matar filho recém-nascido julgada este mês em Vagos

Vagos, 11 nov (Lusa) - O Tribunal de Vagos vai começar a julgar este mês uma professora acusada de ter matado um bebé que acabara de dar à luz, ao esconder o recém-nascido na bagageira do seu automóvel.

O caso remonta a 11 de maio de 2011, quando a mulher, de 42 anos, entrou em trabalho de parto, na casa de banho da escola onde lecionava, no concelho de Vagos, e deu à luz "um feto de idade gestacional superior a 37 semanas, sem quaisquer malformações orgânicas ou disfuncionais".

Depois de cortar o cordão umbilical do recém-nascido, a arguida colocou-o dentro de dois sacos de plástico, na bagageira do carro, onde permaneceu dois dias e acabou por morrer asfixiada, refere o Ministério Público (MP).

Comentários

ATENÇÃO:ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Publicidade

Agora

Facebook

Mais Populares

Comentários

Publicidade

Agora

Facebook

Mais Populares

Publicidade

Agora

Facebook

Mais Populares

CT: NEWS
X

Sabia que o seu Internet Explorer está desatualizado?

Para usufruir da melhor experiência de navegação na nossa página web recomendamos que atualize para uma nova versão. Por favor faça a atualização aqui .