Última Edição

1
0:05

Última Edição

2
1:52

Ricardo Salgado já saberia do mandado de detenção

3
2:23

Ataque israelita a escola da ONU faz pelo menos 15 mortos

4
0:34

Ativistas pró-palestinianos invadem campo e agridem jogadores israelitas

5
2:18

Investigação sobre queda de avião no Mali pondera todas as opções

6
2:09

PS quer falar com investigadores alemães sobre o negócio dos submarinos

7
3:34

Passos e Cavaco destacam novos acordos de cooperação com Timor

8
2:37

Portugal cai cinco lugares no ranking da ONU que mede a qualidade de vida

9
3:23

DECO recebeu quase 800 reclamações de companhias aéreas em 2013

10
1:49

Grupo Impresa com lucro de quase seis milhões de euros no 1º semestre do ano

16:34 11.11.2013

Mulher acusada de matar filho recém-nascido julgada este mês em Vagos

Vagos, 11 nov (Lusa) - O Tribunal de Vagos vai começar a julgar este mês uma professora acusada de ter matado um bebé que acabara de dar à luz, ao esconder o recém-nascido na bagageira do seu automóvel.

O caso remonta a 11 de maio de 2011, quando a mulher, de 42 anos, entrou em trabalho de parto, na casa de banho da escola onde lecionava, no concelho de Vagos, e deu à luz "um feto de idade gestacional superior a 37 semanas, sem quaisquer malformações orgânicas ou disfuncionais".

Depois de cortar o cordão umbilical do recém-nascido, a arguida colocou-o dentro de dois sacos de plástico, na bagageira do carro, onde permaneceu dois dias e acabou por morrer asfixiada, refere o Ministério Público (MP).

Comentários

ATENÇÃO:ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Publicidade

Agora

Facebook

Mais Populares

Comentários

Publicidade

Agora

Facebook

Mais Populares

Publicidade

Agora

Facebook

Mais Populares

CT: NEWS
X

Sabia que o seu Internet Explorer está desatualizado?

Para usufruir da melhor experiência de navegação na nossa página web recomendamos que atualize para uma nova versão. Por favor faça a atualização aqui .