sicnot

Perfil

Miguel Sousa Tavares

Miguel Sousa Tavares

Comentador

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47

    Opinião

    Donald Trump admite regras mais apertadas para quem compra armas, isto após o tiroteio numa escola da Florida que fez 17 mortos. Miguel Sousa Tavares defende que os Estados Unidos da América são "uma sociedade de pistoleiros" e diz que a Associação Nacional de Rifles "gasta muito dinheiro" para conseguir que as leis não sejam mudadas no Senado.

    Miguel Sousa Tavares

  • "A banca parece que não aprendeu nada com a bolha imobiliária de 2008"
    3:23

    Opinião

    O Governo quer limitar a venda de produtos financeiros pelos bancos. Está no parlamento uma proposta de lei que penaliza as más práticas comerciais e tenta proteger os clientes, evitando abusos e encargos excessivos e obrigando os bancos a prestarem-lhes mais informação. A proposta prevê ainda que seja dada mais formação aos funcionários. Miguel Sousa Tavares considera a decisão do Governo acertada uma vez que protege os interesses dos clientes. O comentador da SIC faz ainda referência ao ano 2008, início da crise no ramo imobiliário por "culpa dos credores".

    Miguel Sousa Tavares

  • "Schulz conseguiu que Merkel aceitasse coisas com que estava contra até aqui"
    4:25

    Opinião

    O CDU de Angela Merkel e o SPD de Martin Schulz chegaram a um acordo para os próximos quatro anos de Governo na Alemanha. Os militantes do SPD votam no dia 4 de março o acordo de coligação e Schulz já disse que vai abandonar a liderança do partido. Miguel Sousa Tavares considera que o líder do partido social-democrata alemão conseguiu que Merkel aceitasse coisas com que estava contra até aqui. O comentador da SIC fala ainda da ala mais jovem do SPD que, na sua opinião, está a mobilizar-se para apelar aos militantes para votarem "não" ao acordo.

    Miguel Sousa Tavares

  • "Acho altamente suspeita esta declaração do segredo de justiça sobre caso da Celtejo"
    4:51

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares disse esta segunda-feira que considera muito suspeita a declaração do segredo de justiça no caso da Celtejo. O comentador da SIC diz que o delegado do Ministério Público de Castelo Branco resolveu decretar o segredo de justiça apenas para defender a Celtejo. Ao que a SIC apurou, os resultados das análises à poluição no rio Tejo deverão estar prontos esta terça-feira, mas só serão divulgados publicamente quando a investigação terminar.

    Miguel Sousa Tavares

  • Câmara de Lisboa "insistiu em cobrar um imposto claramente ilegal"
    2:28

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares considerou esta segunda-feira que a implementação da Taxa da Porteção Civil foi uma "teimosia e cegueira" da Câmara Municipal de Lisboa, defendendo mesmo que este era um "imposto claramente ilegal". "O correspondente à taxa de esgotos de certeza que vão repor", disse ainda o comentador da SIC, durante o espaço habitual, no Jornal da Noite.

    Miguel Sousa Tavares

  • "As regras têm de ser iguais para todos"
    3:55

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares disse esta segunda-feira que a reavaliação dos benefícios fiscais é uma "questão de Justiça e transparência, que há muito é exigível". O comentador da SIC defendeu que as regras têm de ser "iguais para todos e os caminhos transparentes". "Se isto é feito para que a despesa do Estado seja menor, tem de haver aumento dos impostos", disse Miguel Sousa Tavares, no habitual espaço de comentários no Jornal da Noite, da SIC, declarando ainda que a ideia de um mediador é "muitíssimo boa".

    Miguel Sousa Tavares

  • "Abriu a campanha eleitoral para 2019"
    3:36

    Opinião

    O PS revelou que dificilmente haverá aumento de salários na função pública no próximo ano mas o Bloco de Esquerda defende o contrário. Numa altura em que falta um ano para entrar em vigor o Orçamento do Estado para 2019 e dois anos para as eleições legislativas de 2019, Miguel Sousa Tavares diz que é mesmo disso (eleições) que se trata. Para o comentador da SIC, "está aberta a campanha eleitoral para 2019". Em outubro o Presidente da República apelou para que o OE2019 não se rendesse ao eleitoralismo. Miguel Sousa Tavares diz que já não se trata apenas de repor salários e pensões mas sim "ir para além disso".

    Miguel Sousa Tavares