sicnot

Perfil

Conteúdo Patrocinado

Os pais contam tudo aos filhos sobre a sua reforma?

Se há coisa sobre a qual quase sempre é difícil falar é sobre as nossas finanças pessoais. Pelo menos de forma aberta, detalhada e pragmática.

A verdade é que não perguntamos aos pais quanto dinheiro têm e os pais temem que, um dia, o que têm não seja suficiente para não serem um encargo para os filhos. Quando finalmente falam, muitas vezes é porque os problemas financeiros se agravaram de tal maneira que é já um grito de ajuda.

É isso que mostra um estudo que uma das maiores gestoras de fundos do mundo, a Fidelity, mostra. Depois de entrevistar mais de duas centenas de famílias, com os pais entre os 45 e os 55 anos e seus filhos, jovens adultos, concluiu que a regra que impera é a da não comunicação: não perguntas, não te conto.

Mas o estudo mostra também que há surpresas positivas: se a maioria dos pais acha que os filhos não vão assumir qualquer responsabilidade financeira no tempo de reforma dos pais, a verdade é que 70% dos filhos, os chamados millenials, estão conscientes de que essa é uma possibilidade e 23% acha mesmo que o fará certamente.

Também conclui que menos de um terço das famílias é transparente em relação aos bens e capital que os pais detêm para fazer face à reforma e à terceira idade por motivos muitas vezes pouco racionais, como partirem do princípio que os filhos estão aptos e prontos a assumirem essa responsabilidade, de forma implícita. Que será o filho mais velho a fazê-lo. Que se falam sobre quanto têm na conta, os filhos ficarão demasiado focados na herança que vão receber.

Seja qual for a razão, é errado. Além do dever de prepararmos a nossa reforma, temos o dever de sermos claros sobre qual é o plano e as condições que temos para a fase em que já não poderemos contar com os rendimentos de trabalho. Da mesma maneira que temos direito ao nosso plano, também os filhos têm o direito de saber o que os espera. Nem que seja para que eles próprios saibam a importância de planear a sua vida sabendo que também o seu momento chegará ou mesmo saberem que poderão ser chamados a apoiar os pais.

Preparar a reforma é 90% da solução. Garantir que não estamos sozinhos é os restantes 10%. E só para somar mais uma percentagem: 95% dos pais que falaram com os filhos sobre o seu plano para a reforma, diz a Fidelity, dormem mais descansados!

Mais informações em www.imga.pt.

  • França vence o Peru e apura-se para os oitavos de final do Mundial

    Mundial 2018 / França

    A França venceu o Peru num encontro da 2.ª jornada do grupo C do Mundial 2018. Aos 34 minutos, Pogba passou para Giroud na esquerda, que tentou de pronto o remate, mas a bola saiu prensada por um defesa e chegou até à boca da baliza, onde apareceu Mbappé que praticamente só tem que encostar para pôr a França em vantagem no marcador. Ainda na primeira parte, Lucas Hernández tentou, por duas vezes consecutivas, marcar o segundo golo da França. Na segunda parte, o peruano Farfán ainda rematou várias vezes à baliza de Hugo Lloris, mas sem êxito.

  • Colisão mortal no IC1 perto da Marateca
    1:51
  • Portugal e Espanha empatados em tudo... menos nos amarelos
    1:42
  • Fase de grupos é o "momento mais crítico", diz Fernando Santos
    0:21