sicnot

Perfil

Cultura

Comité de censura indiano proíbe exibição de "As cinquenta sombras de Grey"

O comité de censura indiano proibiu a exibição do filme "As cinquenta sombras de Grey", de Sam Taylor-Johnson nos cinemas do país, mas a produtora poderá apelar para a decisão junto de um comité de revisão.

© Fabrizio Bensch / Reuters

O filme, adaptado de um dos romances da trilogia erótica da escritora E.L. James, centra-se na relação e nos jogos sexuais entre Christian Grey, multimilionário de 27 anos, e Anastasia Steele, estudante universitária. 

Os romances venderam cerca de cem milhões de exemplares em todo o mundo.

Citada pela agência espanhola EFE, uma fonte da Comissão Central de Certificação Cinematográfica, que pediu para não ser identificada, disse que a película foi rejeitada pelo comité de crítica, mas que a decisão poderá não ser definitiva.

"Toda a película vai ser exibida em três fases, é um processo habitual", indicou.

A nível internacional, o filme tem sido alvo de apreciações negativas por parte da crítica, tendo sido proibido em países como a Indonésia e o Quénia, apesar do sucesso da bilheteira.

De acordo com a publicação online Box Office Mojo, no conjunto dos cinco países onde foi estreado, o filme rendeu 237 milhões de euros de receita bruta em cinco dias de exibição. 

Em Portugal, mais de 235.000 espetadores portugueses viram o filme "As cinquenta sombras de Grey", na semana de estreia.

A proibição da exibição do filme de Sam Taylor-Johnson nos cinemas indianos segue-se a uma decisão de um tribunal indiano que impediu a transmissão de uma reportagem da BBC sobre a morte de uma jovem indiana estuprada em Nova Deli em 2012.

As autoridades judiciais indianas consideram que a peça jornalística contém declarações que prejudicam o interesse público, atentam contra a paz e podem criar potenciais tensões sociais.

Entretanto, o portal Youtube vetou hoje a visualização da película a pedido do governo indiano, adianta a agência EFE. 

Esta semana, a Comissão Central de Certificação Cinematográfica da India ordenou a retirada da palavra "lésbica" num filme da Bollywood "Dum Laga Ke Haisha" -Cede toda tua Energia-, onde também foram alteradas quatro palavras, segundo a imprensa.

O sistema judicial indiano contém leis contra os "discursos de ódio" para prevenir conflitos entre as comunidades religiosas e étnicas, num país que tem registado casos esporádicos de violência entre grupos.



Lusa
  • Dois jovens atropelados mortalmente no concelho de Montemor-o-Velho
    2:20

    País

    Dois jovens com cerca de 20 anos foram ao final da tarde deste sábado atropelados mortalmente na freguesia de Arazede, concelho de Montemor-o-Velho. O repórter da SIC Miguel Ângelo Marques falou com o segundo comandante dos Bombeiros Voluntários de Montemor-o-Velho, Rui Coceiro, que revelou que as vítimas foram declaradas mortas ainda no local.

  • Presidente de "O Sonho" suspeito de peculato e fraude
    2:26

    País

    O presidente das três instituições de solidariedade social de Setúbal - incluindo "O Sonho" -, que na sexta-feira foram alvo de buscas, foi constituído arguido. Florival Cardoso é, por enquanto, o único suspeito de peculato e fraude na obtenção de subsídios para as instituições. Apesar de ter dito que se iria demitir, Florival Cardoso continua em funções.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de três armas da PSP, recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avança hoje que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Casal português com protesto semelhante ao do filme "Três Cartazes à Beira da Estrada"
    3:23
  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07