sicnot

Perfil

Cultura

Músico Janita Salomé vence Prémio Pedro Osório 2015

O músico Janita Salomé venceu o Prémio Pedro Osório 2015 com o álbum "Em nome da Rosa", editado no verão passado, revelou hoje a Sociedade Portuguesa de Autores (SPA).

O músico alentejano, "tem construído uma carreira sólida e inovadora como autor e intérprete, surpreendendo sempre o público com as suas excepcionais qualidades vocais", sustenta a SPA, que criou este prémio em 2012.

Janita Salomé, que receberá o prémio, no valor de 2.000 euros, na próxima segunda-feira, editou "Em nome da Rosa" em 2014, com temas que remetem para a cultura sefardita, que o músico tem estudado há vários anos. 

O álbum tem direção musical e arranjos do pianista Filipe Raposo e contou com a participação dos músicos Mário Delgado, Quiné Teles, Pedro Jóia, António Quintino e Daniel Vieira.

Janita Salomé, nascido na vila alentejana Redondo em 1947, editou o primeiro álbum em nome próprio, intitulado "Melro", com temas alentejanos e fados de Coimbra, em 1980, no ano em que se tornou músico profissional, a acompanhar José Afonso nas atuações ao vivo.

Mantendo sempre a ligação ao Alentejo, Janite Salomé editou até à atualidade álbuns como "Lavrar em teu peito", "Raiano" e "A cantar à Lua", está ligado aos projetos Lua Estravagante - com os irmãoss Vitorino e Carlos Salomé - e Vozes ao Sul.

A Sociedade Portuguesa de Autores criou o Prémio Pedro Osório para distinguir obras e autores que se tenham distinguido no ano anterior à sua atribuição.

Janita Salomé junta-se aos já distinguidos Rão Kyao, Jorge Palma e Pedro Abrunhosa.

O prémio homenageia  Pedro Osório, compositor e maestro falecido em 2012 e que "tão profundamente influenciou a música portuguesa desde a década de sessenta do século passado, sempre atento ao aparecimento de novos valores criativos e interpretativos".


Lusa
  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • O momento em que Trump quis ser um camionista

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump reuniu-se esta quinta-feira com representantes da indústria de camionagem. Não é apenas do encontro que lhe falamos, mas principalmente da invulgar receção feita por Trump, que entrou para um camião, fingiu que o conduzia e buzinou... em pleno jardim da Casa Branca.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.