sicnot

Perfil

Cultura

Christie's vai leiloar coleção de gravuras de Paula Rego em Londres

Peças de uma coleção privada, que percorrem trinta anos da obra gráfica da pintora Paula Rego, incluindo a série completa "Nursery Rhymes", vão ser vendidas pela Christie's, num leilão "online", que inicia hoje a fase de licitação.

Paula Rego

Paula Rego

AP

O leilão intitula-se "Paula Rego Thirthy Years of Print" ("Paula Rego 30 anos de Gravura") e acontece numa altura em que a pintora portuguesa radicada em Londres acaba de completar 80 anos. 

As peças, entre gravuras e litografias, provêm da maior coleção privada da obra gráfica da artista, disse fonte da leiloeira contactada pela agência Lusa.

A fase de licitação decorre "online" até 19 de março e as obras vão estar expostas a partir do próximo sábado, dia 14, na galeria da Christie's, na King Street, em Londres.

Os lotes em venda contemplam algumas edições de obras raras, criadas entre 1987 e 2007, e importantes séries da obra gráfica, nomeadamente as "Nursery Rhymes", com bases de licitação que vão das 400 libras (cerca de 540 euros) a 20 mil libras (cerca de 27 mil euros). 

Lucia Tro Santafe, especialista em obra gráfica moderna e contemporânea na Christie´s, responsável pelo leilão, sublinhou que Paula Rego "é uma das maiores artistas contemporâneas". 

"O seu imaginário poderoso, e por vezes subversivo, colocam-na na grande tradição de artistas contadores de histórias, como Goya, Daumier e Picasso. Este leilão de obras de Paula Rego é uma ótima oportunidade para os colecionadores adquirirem as obras dela", comentou.

Estarão ainda à venda as séries completas de "Pendle Witches" e "Peter Pan", bem como várias litografias da série "Jane Eyre", nomeadamente "Getting ready for the ball", "Come to me" e "Loving Berwick".

A pintora portuguesa começou a desenhar ainda criança e partiu para a capital britânica com apenas 17 anos, para estudar na Slade School of Fine Art.

Em Londres viria a conhecer o futuro marido, o artista inglês Victor Willing, falecido em 1988, cuja obra Paula Rego já mostrou por várias vezes no museu Casa das Histórias, em Cascais, que detém um acervo de obras da autora.

Na pintura de Paula Rego surgem muitas imagens típicas da infância, por vezes fetichistas e até traumáticas, relacionadas com a violência, e os animais são muitas vezes os protagonistas da sua linguagem pictórica.

Nas últimas décadas, a pintora tem abordado temas políticos, como o abuso de poder, e sociais, como o aborto, entre outros do universo feminino.

Paula Rego foi distinguida em 2010 pela rainha Isabel II com o grau de Oficial da Ordem do Império Britânico, pela sua contribuição para as artes.


Lusa

  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • Jovens impedidas de embarcar de leggings

    Mundo

    A moda das calças-elásticas-super-justas volta a fazer estragos. Desta vez nos EUA onde duas adolescentes foram impedidas de embarcar num voo da United Airlines devido à indumentária, que não cumpria com as regras dos tripulantes ou acompanhantes da companhia aérea norte-americana.

    Manuela Vicêncio

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41