sicnot

Perfil

Cultura

António Costa diz que morte de Herberto Helder foi uma imensa perda para a cultura portuguesa

O secretário-geral socialista, António Costa, e o PS manifestaram hoje "profundo pesar" pela morte do poeta Herberto Helder, considerando trata-se de uma "imensa perda" para a cultura portuguesa e de um dos maiores poetas de sempre. 

Herberto Helder morreu na segunda-feira aos 84 anos na sua casa em Cascais e, segundo fonte familiar, haverá uma cerimónia fúnebre privada apenas para a família.

Numa nota enviada à agência Lusa, António Costa e o Partido Socialista "manifestam o seu profundo pesar pela imensa perda para a cultura portuguesa que representa a morte do poeta Herberto Helder".

"Herberto é - porque a sua obra perdurará - um dos nossos maiores poetas de sempre, um príncipe das letras de Portugal, cujo contributo ao longo das últimas décadas constitui um património de grande riqueza e densidade para a língua e para a cultura portuguesas", salienta o PS. 

No mesmo comunicado, o PS assinala que a leitura e o conhecimento da obra de Herberto Hélder "será, certamente, a melhor homenagem que os portugueses lhe poderão prestar, no silêncio e recato que sempre tanto prezou, avesso que sempre se mostrou à exposição e às honrarias públicas".

"À sua família e aos seus amigos, o secretário-geral, António Costa, e o PS apresentam as mais sentidas condolências", acrescenta a nota.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.