sicnot

Perfil

Cultura

Estilista Miguel Vieira apresenta coleção na Semana da Moda da Polónia

O estilista português Miguel Vieira foi convidado, pela quarta vez, a integrar a 'FashionPhilosophy -- Fashion Week Poland', que decorre entre 16 e 19 de abril, em Lodz, Polónia, para apresentar a coleção outono/inverno para 2015/2016.

Paulo Duarte

No âmbito da parceria estabelecida entre a ModaLisboa e a Semana da Moda da Polónia, o estilista Miguel Vieira vai apresentar a sua coleção junto dos "principais 'designers' de moda polacos e convidados internacionais", informa a ModaLisboa num comunicado.

Na sua coleção, Miguel Vieira conjuga o estilo minimalista com o luxuoso, dando preferência a tons neutros como "o bege, o 'bordeaux', o castanho, o azul e o negro", refere a organização em comunicado hoje divulgado.

O estilista português é um dos mais reconhecidos na Polónia e o seu trabalho é um "contributo fundamental na promoção da moda portuguesa além-fronteiras", concluiu.

Lusa
  • Moda Lisboa termina após três dias de desfiles
    2:23

    Cultura

    A 43ª Edição da Moda Lisboa terminou hoje no Pátio da Galé com os desfiles de Miguel Vieira e de Nuno Gama. Ao longo de três dias, dezenas de estilas portugueses e estrangeiros apresentaram as suas colecções de Primavera /Verão perante o olhar curioso de centenas de pessoas que gostam de moda.

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.