sicnot

Perfil

Cultura

Documentário "Carlos do Carmo: Um homem no mundo" estreia hoje

O documentário "Carlos do Carmo: Um homem no mundo", realizado por Ivan Dias, que passa em revista 50 anos de carreia do criador de "Canoas do Tejo", estreia-se hoje nas salas de cinema.

MARIO CRUZ

A estreia do documentário esteve prevista para o dia de Natal do ano passado, mas foi adiada por "questões levantadas pela Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) sobre direitos autorais", disse na ocasião à Lusa o representante da distribuidora cinematográfica NOS, Saul Rafael.

Segundo o sítio da distribuidora na Internet, o documentário estreia-se hoje em quatro salas: Lisboa, no centro comercial Amoreiras, no Porto, no centro comercial Dolce Vita, em Coimbra, também num Dolce Vita, e em Almada, no Almada Forum.

 "O Ivan quis oferecer-me este filme. Há ano e meio ele disse-me: Vou fazer o filme da sua vida. Andou atrás de mim, foi a Toronto, a Madrid, ao Brasil, e foi filmando, filmando e fazendo uma retrospetiva, e fez este documentário que é muito cheio de afetividade - o que ele tem sobretudo é afetividade", disse à Lusa o fadista em dezembro último, e lembrou que o realizador "andou a bater de porta em porta", para conseguir os necessários apoios financeiros.

Ivan Dias reforçou a ideia de Carlos Carmo e afirmou à Lusa que este "é um filme de afetos, de amizades, um filme de amor".

"Eu diria que este é um filme de amor", sublinhou o realizador que assinou também a produção de "Fados" (2007), de Carlos Saura, e que realizou, no ano passado, um documentário sobre o viola baixo Joel Pina.

"Neste filme, e só para os amigos, Carlos do Carmo revela-se, o que me permitiu, como realizador, poder mostrar este mundo que ele não pôde mostrar ao grande público, e só mostrava aos amigos", disse Ivan Dias.

Entre as descobertas deste filme, há uma gravação de "Carlos do Carmo aos 11 anos a cantar, com uma voz de cana rachada, baiões de Luiz Gonzaga, mas já com toda a artistice, e depois percebemos como esse rapaz vai estudar para a Suíça, volta para Portugal, o pai morre, ele fica com a gestão da casa de fados (o Faia) nas mãos - casa que tinha a grande Lucília do Carmo à frente -, e é uma sucessão de coisas que lhe aconteceram, que, de certeza, ele não teria pensado, nem os pais tinham pensado para a vida dele. Ele é levado quase pelo ADN para cantar o fado", contou o cineasta.

Embaixador da candidatura do Fado a Património Imaterial da Humanidade, Carlos do Carmo realçou  a importância deste tipo de documentários, que não foi possível fazer no passado.

"É indispensável, para a memória do futuro, para as pessoas saberem quem nós éramos, ao que andávamos, como era o nosso feitio, e depois têm os discos para ouvir", rematou.

Lusa
  • Manuel Valls diz que Trump fez declaração de guerra à Europa

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls, aspirante a candidato socialista às presidenciais deste ano, considerou esta segunda-feira como uma "declaração de guerra" as afirmações do futuro Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a União Europeia.

  • Morreu o último homem que pisou a Lua

    Mundo

    O astronauta norte-americano Eugene Cernan, o último homem a pisar a Lua, morreu esta segunda-feira aos 82 anos, informou a agência espacial norte-americana, NASA.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.