sicnot

Perfil

Cultura

IndieLisboa 2015 quer cativar mais públicos e valorizar cinema português

Valorizar o cinema português e cativar novos públicos para o cinema independente são dois dos objetivos da direção do IndieLisboa, um festival internacional cuja 12.ª edição está mais simplificada para uma melhor apreensão.

© Agencja Gazeta / Reuters

O IndieLisboa começa na quinta-feira com dois filmes - duas comédias - que dão o mote a esses objetivos: "Capitão Falcão", de João Leitão, no Cinema São Jorge, e "While We're Young", de Noah Baumbach, com Ben Stiller e Naomi Watts, na Culturgest. 

Até 03 de maio, serão mostrados 260 filmes, dos quais 35 são obras portuguesas, numa programação com menor sobreposição de exibições e uma nova circulação entre salas, juntando a Culturgest, o Cinema São Jorge, a Cinemateca e, pela primeira vez, o Cinema Ideal.

Para evitar a dispersão de espetadores pela programação, foi criada a secção "Silvestre", fundindo as anteriores "Observatório", "Cinema Emergente" e "Pulsar do Mundo". 

"Depois de celebrar os dez anos, demorámos um ano para perceber e arrumar a casa e pensar na segunda década e manter o espírito 'indie', que esteve menos visível nas edições mais recentes", explicou Nuno Sena, da direção, na apresentação à imprensa.

A secção "Herói Independente", uma das âncoras do festival, reparte atenções entre a realizadora francesa Mia Hansen-Love e o norte-americano Whit Stillman, estando prevista a presença de ambos em Lisboa.

Destaca-se ainda o filme "Aqui, em Lisboa", encomendado pelo festival e rodado na capital portuguesa pelo realizador canadiano Denis Côté, o português Gabriel Abrantes, a chilena Dominga Sotomayor e a francesa Marie Losier, e "Força maior", do sueco Ruben Ostlund, premiado em Cannes, que fechará o IndieLisboa a 03 de maio.

A competição portuguesa conta com vinte filmes, dos quais quatro são longas-metragens: os documentários "Gipsofila", de Margarida Leitão, "A toca do lobo", de Catarina Mourão, "Uma rapariga da sua idade", de Márcio Laranjeira, e a ficção "Os olhos de André", de António Borges Correia.

Entre as 'curtas' em competição estão "Campo à beira mar", de André Ruivo - a única animação presente -, "Cinzas e brasas", de Manuel Mozos, "Fora da vida", de Filipa Reis e João Miller Guerra, "Iec Long", de João Pedro Rodrigues e João Rui Guerra da Mata, e "The last analog tree", de Jorge Pelicano.

A secção IndieMusic, com documentários sobre artistas e bandas ou filmes-concertos, contará com 14 obras, entre as quais "The death and resurrection show", sobre os Killing Joke, "God help the girl", escrito e realizado por Stuart Murdoch, dos Belle & Sebastian, e "Love & mercy", de Bill Pohlad, sobre Brian Wilson, dos Beach Boys.

A estes junta-se ainda "Música Moderna - um disco filme de TochaPestana", do duo português TochaPestana.

Fora de competição, os documentários "Rabo de peixe", de Joaquim Pinto e Nuno Leonel, e "O medo à espreita", de Marta Pessoa, sobre os arquivos da PIDE, e "Concerning violence", de Goran Hugo Olsson, sobre os processos de descolonização em África, também fazem parte desta edição.

João Botelho terá dois filmes no IndieLisboa: "A arte da luz tem 20.000 anos", rodado no Vale do Côa, e a curta "Nos campos em volta", feito no Alentejo.

Outra das secções consideradas importantes pela organização é a IndieJúnior, com programa específico para públicos a partir dos três anos.

"Foi uma secção criada há onze anos, com a intenção de dar atenção às crianças, um público que é muito maltratado ao longo do ano. E pensamos que os mais novos são o futuro público do Indie", disse Nuno Sena.

O orçamento é de cerca de um milhão de euros, com um ligeiro aumento de investimento não financeiro.

Lusa
  • Tudo isto circula na internet. Nada disto é verdade
    3:12
  • Peso dos salários na economia diminuiu
    2:34

    Economia

    Portugal é dos países onde o peso dos salários na economia mais diminuiu. Ou seja, os salários portugueses foram dos mais encolheram com a crise. A conclusão é da Organização Internacional do Trabalho que sublinha as implicações negativas ao nível social e económico.

  • Presidente do Montepio tranquiliza clientes do banco
    1:58

    Economia

    O presidente do Montepio garante que os clientes do banco podem estar seguros e reafirma que a instituição não tem qualquer exposição à Associação Mutualista. No programa da SIC Notícias Negócios da Semana, José Félix Morgado assumiu que é preciso separar ainda mais as duas instituições.

  • Inaugurado Ikea de Loulé
    3:51

    Economia

    Centenas de pessoas aguardavam à porta do Ikea de Loulé para a inauguração da nova loja no Algarve, uma semana depois do acidente que matou uma trabalhadora. A cerimónia decorreu de forma sóbria, ainda que com alguma pompa e circunstância.

  • Descoberta nova espécie de tiranossauro

    Mundo

    Uma nova espécie de dinossauros predadores, um tiranossauro com uma forma incomum de evolução, foi descoberta por uma equipa internacional de cientistas, segundo um artigo científico hoje publicado pela revista Nature.