sicnot

Perfil

Cultura

Morreu Ben E. King, a voz de "Stand By Me"

O cantor norte-americano Ben E. King, conhecido pela música "Stand By Me", que se tornou um êxito mundial em 1961, morreu hoje, com 76 anos, anunciou o porta-voz do músico.

Chris Pizzello

De acordo com Phil Brown, em declarações à agência de notícias France-Presse, King morreu de causas naturais.

O cantor vivia atualmente em Nova Jersey.

Segundo a agência de notícias, o cantor Gary U. S. Bonds, que colaborou com King, escreveu na sua página na rede social Facebook que ele era "uma das mais doces, gentis e talentosas almas" que teve o privilégio de conhecer e de chamar amigo por mais de 50 anos.

Ben E. King era o nome artístico de Benjamin Earl Nelson. O cantor nasceu em Henderson, na Carolina do Norte, tendo-se mudado para o Harlem, em Nova Iorque, aos nove anos. É nesta cidade que King começa a sua carreira.

A canção "Stand By Me", que o tornou mundialmente famoso, foi escrita inicialmente para outra banda antes de King a ter gravado.

A música foi lançada em 1961, mas teve várias regravações e foi adaptada centenas de vezes em vários géneros musicais.

"Stand by me" tornou-se a quarta música mais passada nas rádios e televisões norte-americanas no século XX, com mais de sete milhões de difusões, segundo a empresa discográfica BMI.

A canção inspirou o filme de 1968 "Stand By Me", um drama realizado por Rob Reiner, e voltou a aparecer num comercial a umas calças de ganga.

Já este ano, a Livraria do Congresso norte-americano escolheu a "Stand By Me" para o seu registo nacional de gravações de "tesouros americanos".

Ben E. King permaneceu ativo nos últimos anos de vida e continuou a fazer digressões.

Também criou a Fundação Stand By Me, com sede na sua casa em Teaneck, Nova Jersey, que apoiava a educação de jovens.


Lusa
  • Escritor e filólogo Frederico Lourenço distinguido com o Prémio Pessoa 2016

    Cultura

    O escritor, tradutor, professor universitário Frederico Lourenço foi distinguido com o Prémio Pessoa 2016. O anúncio foi feito hoje pelo presidente do júri, Francisco Pinto Balsemão, no Palácio de Seteais, em Sintra, sublinhando que a atividade de Frederico Lourenço tem como "traço singular" ter oferecido "à língua portuguesa as grandes obras de literatura clássica".

  • Governo garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo de ajuda alimentar
    1:18

    País

    O ministro da Solidariedade e Segurança Social garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo europeu de ajuda alimentar. Vieira da Silva respondeu, esta manhã, à notícia avançada pelo Jornal de Notícias que dava conta de que, este ano, o país teria desperdiçado 28 milhões de euros de um fundo europeu porque o programa ainda não está operacional. O ministro garante que o programa vai ser executado em 2017 e que este ano serviu para tomar medidas no sentido dessa implementação. Vieira da Silva assegura também que o montante disponível para o programa não foi desperdiçado e vai poder ser usado.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Explosão no Cairo faz seis mortos

    Mundo

    Seis pessoas morreram hoje numa explosão junto a um posto de controlo da polícia no Cairo, indicaram os meios de comunicação social e responsáveis egípcios.