sicnot

Perfil

Cultura

Desclassificado monumento nacional em Penalva do Castelo que nunca existiu

As Antas de Penalva, classificadas como monumento nacional em 1910, foram desclassificadas por não existir qualquer vestígio deste monumento no concelho de Penalva do Castelo, disse hoje à Lusa o historiador Paulo Fernandes.

Hochgeladen von Rei-artur

"Existe um topónimo, mas de facto este monumento não existe na freguesia de Antas. Também nunca vi nenhuma descrição sobre este monumento, nem nas Memórias da Paróquia do século XVI a XVIII", alegou.

Na declaração 99/2015 de 21 de abril, o diretor-geral do Património Cultural, Nuno Vassallo e Silva, desclassifica as Antas de Penalva, na freguesia de Antas, concelho de Penalva do Castelo, distrito de Viseu, considerando que "não existem quaisquer vestígios das Antas de Penalva", classificadas como monumento nacional pelo Decreto de 16 de junho de 1910, publicado no Diário do Governo, n.º 136, de 23 de junho de 1910. Com esta desclassificação, deixa consequentemente de existir a respetiva zona geral de proteção.

De acordo com Paulo Fernandes, que integrou o gabinete de apoio à presidência da Câmara de Penalva do Castelo de 1997 a 2001, o pedido de desclassificação já tinha sido solicitado nesta altura, depois de ter sido realizado um levantamento de todo o património existente no concelho e terem constatado a inexistência do monumento.

"Muitas vezes, as classificações do início do século XX eram solicitadas tendo por base a toponímia. O nome indica a existência de antas, mas, na verdade, não temos qualquer vestígio da sua existência", esclareceu.

O presidente da Câmara de Penalva do Castelo, Francisco Carvalho, desvalorizou "a desclassificação de algo que nunca existiu".

"Só teria pena se me viessem tirar algo que o concelho realmente tivesse", sustentou.

Na sua opinião, esta classificação pode ter ocorrido fruto de alguma confusão com os limites da povoação de Matança, no concelho de Fornos de Algodres, distrito da Guarda.

"Existe uma anta na zona de Matança e os antepassados até podem ter pensado que esta pertencia à freguesia de Antas. O concelho de Penalva do Castelo só possui uma anta: a Anta do Penedo do Com, na freguesia de Esmolfe", concluiu.


Lusa

  • "É mais um notável tiro no pé de Passos Coelho"
    4:04

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite, a polémica em torno de Pedro Passos Coelho, depois do presidente do PSD ter pedido desculpas por ter "usado informação não confirmada", ao falar na existência de suicídios, depois desmentidos, como consequência da falta de apoio psicológico na tragédia de Pedrógão Grande. Sousa Tavares considera que Passos Coelho deu "mais um tiro no pé" e defende que o líder da oposição "está notoriamente desgastado" e "caminha para uma tragédia eleitoral autárquica".

    Miguel Sousa Tavares

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.