sicnot

Perfil

Cultura

Mãe que quer livros em português para ler à filha cria livraria virtual no Reino Unido

A frustração com a falta de acesso a livros infantis em língua portuguesa para ler à filha levou Carla Cruz, instalada em Londres há seis anos, a criar a Miúda, uma livraria virtual. 

miudabooks.co.uk

O projeto, contou à agência Lusa, nasceu da "luta quotidiana para manter ativo o português" da filha de dois anos e meio, que vive num ambiente trilingue: nasceu no Reino Unido e tem um pai de nacionalidade suíça.

Para Carla Cruz, "os livros são essenciais" para manter a ligação à língua e cultura portuguesa, mas deparou-se com a dificuldade de encontrar obras atuais na capital britânica ou de os trazer na bagagem "porque são muito pesados".

Por outro lado, ler em português os livros ingleses "é difícil reproduzir a poesia e riqueza da língua" e limita o vocabulário àquele que usa no quotidiano para comunicar com a filha. 

Ao refletir sobre o seu próprio dilema, pensou que este poderia ser partilhado com outros pais portugueses ou lusófonos residentes no território britânico e que este era "um nicho de mercado interessante para explorar". 

O passo seguinte foi contactar editoras em Portugal e há um mês atrás, em abril, abriu a loja [ www.miudabooks.co.uk/], onde tem atualmente à venda 16 livros de quatro editoras para um público pré-escolar. 

"Escolhi os livros que eu gosto, pelas ilustrações maravilhosas e histórias pouco usuais. Talvez por ter formação em arte, gosto de coisas fora do normal", admitiu a programadora cultural.

Fora os exemplares que guardou para ler à própria filha, falta ainda a Carla Cruz realizar a primeira transação, apesar das "muitas visitas e respostas positivas" nas redes sociais. 

Segundo a empreendedora, "a prova de fogo" vai ser no dia 14 de junho, nas celebrações em Londres do Dia de Portugal, no parque de Streatham Common, onde terá um espaço de venda. 

Além de negócio, quer recolher opiniões sobre que tipo de livros podem ter mais procura. 

"Quero oferecer um serviço à comunidade que fala português", vincou. 


Lusa
  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.