sicnot

Perfil

Cultura

Bailarinos da Companhia Nacional de Bailado anunciam greve para julho

Os bailarinos da Companhia Nacional de Bailado (CNB) entregaram hoje um pré-aviso de greve para julho em protesto contra um projeto de lei sobre as carreiras e o estatuto destes profissionais, revelou o sindicato CENA.

Os bailarinos "estão a preparar um projeto para um estatuto que já tem algumas ideias, que, devido ao fim próximo desta legislatura, só será apresentado em setembro". (Arquivo)

Os bailarinos "estão a preparar um projeto para um estatuto que já tem algumas ideias, que, devido ao fim próximo desta legislatura, só será apresentado em setembro". (Arquivo)

Reuters

De acordo com o CENA - Sindicato dos Músicos, dos Trabalhadores do Espectáculo e do Audiovisual, a greve dos bailarinos deverá afetar os espetáculos da CNB de julho, agendados para Almada e Lisboa.

A razão da greve centra-se num projecto-lei do Governo que "mais do que se preocupar com a carreira dos bailarinos do bailado clássico e contemporâneo, procura encontrar formas, mais ou menos, explícitas de pôr termo, prematuramente, às suas carreiras", lê-se na nota de imprensa.

"O diploma não corresponde de modo algum ao prometido Estatuto do Bailarino da CNB", sustentam os bailarinos da companhia, alertando que acaba com os atuais vínculos laborais e não acautela as especificidades profissionais decorrentes do desgaste físico.

Os bailarinos lamentam ainda a falta de diálogo com a tutela, "tendo havido apenas duas reuniões nos últimos dois meses", e exigem a "abertura de um processo participado de elaboração de um verdadeiro Estatuto", que é exigido por estes profissionais há mais de uma década.

Lusa
  • Ministra tem condições para ficar?
    1:57
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • Os testemunhos emocionados de quem perdeu quase tudo nos fogos
    2:10
  • A primeira moção de censura ao fim de quase dois anos
    1:42

    País

    O CDS-PP avançou com uma moção de censura ao Governo, perante o que chama de falha do Governo na proteção das pessoas. O PSD apoia a iniciativa. António Costa fala num ato natural da democracia. Esta é a primeira moção de censura que o Governo socialista enfrenta ao fim de quase dois anos de mandato.

  • "Agora é tempo de decidir e executar"
    1:27

    País

    O primeiro-ministro reuniu-se esta terça-feira com os autarcas das zonas mais afetadas pelos incêndios e visitou os feridos, que continuam internados no Hospital de Coimbra. António Costa diz que o tempo das respostas começa agora.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.