sicnot

Perfil

Cultura

Casa Bernardo Sassetti pede ajuda para inventariar espólio deixado por músico

A Casa Bernardo Sassetti precisa de apoio para inventariar e catalogar o espólio deixado pelo músico e compositor que dá nome à instituição, disse à Lusa o membro da direção Pedro Sassetti Paes. 

LUSA (Arquivo)

"Nós temos um problema muito grande que é o seguinte: a organização, a catalogação, a inventariação de todo o material que ele deixou tem sido feita aos poucos, mas precisamos claramente e urgentemente de parceiros, pessoas profissionais e também amigos generosos que nos possam apoiar nesta atividade", afirmou Pedro Sassetti Paes. 

 
 

O irmão do músico que morreu em maio de 2012 recordou que a Casa Bernardo Sassetti concorreu a um apoio da Fundação Calouste Gulbenkian no ano passado com o objetivo de realizar esta tarefa de inventário e catalogação, mas sem sucesso. 

 
 

A Casa Bernardo Sassetti foi criada em setembro de 2012 e tem por missão "promover a obra do Bernardo enquanto compositor, enquanto músico e também na área da imagem, enquanto realizador, pintor e fotógrafo". 

 
 

"Para promover esta obra era fundamental desde logo salvaguardar o espólio. Ele deixou uma quantidade enorme de peças e de obras e de fotografia por tratar, por inventariar, por catalogar", sublinhou Pedro Sassetti Paes, tratando-se de um "trabalho que é complexo, porque ele deixou muita coisa, não só em termos de material áudio, mas também material escrito, partituras, fotografias, filmes inacabados". 

 
 

Nesse sentido, a Casa Bernardo Sassetti procura levar a cabo uma série de iniciativas, que vão de uma exposição de fotografia itinerante à edição de trabalhos do músico, para além de um concerto anual de homenagem ao artista, que este ano se vai realizar a 28 de junho na Casa da Música, no Porto. 

 
 

Adicionalmente, a sessão do longo improviso intitulado "Piano, Espaço e Momento" e estreado no Pavilhão de Portugal, em Lisboa, no ano de 2007 a convite da Trienal de Arquitetura de Lisboa, deverá ser editada no próximo ano. 

 

Lusa

  • Senegal surpreende e vence a Polónia por 2-1

    Mundial 2018 / Polónia

    O Senegal venceu hoje a Polónia por 2-1 num jogo a contar para o grupo H do Mundial da Rússia. Na primeira parte, os "leões de Teranga" beneficiaram de um golo na própria baliza marcado por Thiago Cionek aos 37 minutos. A vantagem no marcador veio trazer estabilidade ao Senegal que conseguiu firmar a superioridade com um golo de M´Baye Niang aos 60 minutos. Perto do final do jogo, o polaco Grzeg Krychowiak marcou na baliza de Khadim N'Diaye, mas foi insuficiente para derrotar o Senegal.

  • Japão ganha nova esperança ao derrotar a Colômbia (2-1)

    Mundial 2018 / Colômbia

    No primeiro jogo do grupo H, a Colômbia foi derrotada pelo Japão. Um dos momentos altos do jogo aconteceu logo ao minuto 4 quando, na sequência de uma falta de Carlos Sanchez, o árbitro assinalou um penálti a favor da equipa japonesa. O colombiano levou um cartão vermelho, depois de ter intercetado um remate do Japão com a mão. Apesar da desvantagem numérica, a Colômbia iguala o marcador aos 39 minutos com um livre de Quintero. Contudo, Yuya Osako colocou o Japão novamente em vantagem aos 73 min.

  • Achilles, o gato que adivinha os resultados do Mundial
    0:44

    Desporto

    Depois do polvo Paul no Mundial de 2010 e do elefante Zella no Europeu de 2016, este ano, o gato Achilles é o adivinho dos jogos do Mundial na Rússia. O felino acertou na vitória da Rússia frente à Arábia Saudita e já fez a aposta para a partida entre os russos e o Egipto, que decorre esta terça-feira, a partir das 19:00.

  • Hospitais públicos à beira da rutura
    2:28
  • Repitam comigo: Portugal vai ser campeão do Mundo
    4:56
  • OMS inclui dependência dos videojogos na lista de doenças mentais

    Mundo

    A Organização Mundial de Saúde (OMS) incluiu a dependência de videojogos na lista de doenças mentais, uma possibilidade que tinha sido prevista no início do ano e que foi anunciada esta segunda-feira. Este pode ser mais um argumento para os pais limitarem o tempo de acesso dos filhos às consolas, computadores e todos os dispositivos com videojogos.

    SIC

  • "Estou a ser posta porta fora (...) faço o que vocês me disserem"
    2:43
  • Morreu o orangotango mais velho do mundo

    Mundo

    O orangotango mais velho do mundo morreu aos 62 anos no jardim zoológico de Perth, no norte da Austrália, deixando 54 descendentes, anunciou esta terça-feira a instituição.

  • Milionários aumentam... e as suas fortunas também

    Mundo

    O número de milionários mundiais cresceu em 2017 e o seu nível de riqueza aumentou pelo sexto ano consecutivo, ultrapassando pela primeira vez os 70 biliões de dólares (60,5 biliões de euros), segundo um estudo divulgado esta terça-feira.