sicnot

Perfil

Cultura

DocLisboa 2015 dedica retrospetiva ao "fenómeno do terrorismo"

A representação do terrorismo no cinema e a forma como os realizadores o encaram será o tema de uma retrospetiva no DocLisboa, o festival dedicado ao documentário, marcado para outubro, na capital, foi hoje anunciado.

© Feisal Omar / Reuters

A 13.ª edição, com parte da programação hoje revelada, decorrerá de 22 de outubro a 01 de novembro.

"Apresentaremos um grande número de filmes, muitos deles inéditos em Portugal, que colocam o problema do terrorismo, antes de mais, como um desafio às comunidades, mas também ao cinema", afirmou a direção do DocLisboa, que integra Cíntia Gil, Davide Oberto e Tiago Afonso.

Com o título "I don't throw bombs, I make films -- Terrorismo, Representação", a retrospetiva exibirá mais de uma dezena de filmes já confirmados, feitos entre a década de 1960 e a atualidade, e muitos deles "realizados por membros de diferentes lutas armadas, que viram no cinema espaço de reflexão mas também de elaboração ideológica".

O DocLisboa terá ainda outra retrospetiva, dedicada ao realizador sérvio Zelimir Zilnik, "o primeiro a fazer a crónica da desintegração da Jugoslávia", para quem "o cinema é um meio genuinamente democrático".

Quanto ao desenho da programação, a direção revelou que a competição portuguesa incluirá curtas e longas-metragens na mesma secção, "sem limites de formatos ou durações", produzidas em 2014 e 2015.

Dentro da secção "Riscos" haverá ainda dois autores em foco: o documentarista e antropólogo norte-americano Robert Gardner, falecido em 2014, e a realizadora Anne Charlotte Robertson, que registou de forma documental, ao longo de mais de 15 anos, a sua condição de distúrbio mental.

Nesta edição, o DocLisboa terá uma nova iniciativa, batizada de "Arché", composta por "um conjunto de actividades profissionais" para realizadores e produtores, nomeadamente oficinas de escrita, de visionamento e discussão de projectos em curso e encontros individuais com convidados.

O DocLisboa é organizado pela associação cultural Apordoc -- Associação pelo Documentário e decorrerá no cinema São Jorge, na Culturgest e na Cinemateca, no Cinema Ideal, no Cinema City Campo Pequeno e no Museu da Electricidade.

Lusa

  • Centro comercial em Manchester evacuado

    Mundo

    Um centro comercial foi evacuado esta manhã, no centro de Manchester. Testemunhas dizem ter ouvido um "grande estrondo". O incidente acontece horas depois do ataque na Manchester Arena, no final da atuação da cantora Ariana Grande, no qual morreram pelo menos 22 pessoas. O espaço comercial em Manchester foi entretanto reaberto. A polícia começou a retirar o cordão de segurança, pouco tempo depois de ser dado o alerta. Uma pessoa foi detida.

  • Dois em cada três idosos em Portugal são sedentários

    País

    É a camada da população mais inativa e com comportamentos que revelam um estilo de vida menos saudável, segundo um estudo divulgado hoje, que analisou os dados de mais de 10.600 portugueses representativos da população, entre os quais mais de 2.300 pessoas com mais de 65 anos.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.