sicnot

Perfil

Cultura

Rapper Drake consegue primeiro álbum de platina do ano nos Estados Unidos

O rapper canadiano Drake tornou-se na segunda-feira o primeiro artista a vender mais de um milhão de cópias nos Estados Unidos de um álbum lançado este ano, informou a principal fornecedora de dados da indústria musical Nielsen Music.

© Mario Anzuoni / Reuters

O álbum "If You´re Reading This It´s Too Late" de Drake, lançado digitalmente em fevereiro, vendeu 1.007.000 cópias até sexta-feira, tornando-se disco de platina, segundo a Nielsen Music.

Apenas um outro álbum já vendeu mais de um milhão de cópias nos Estados Unidos este ano -- "1989" de Taylor Swift's -, mas este foi lançado em 2014.

A indústria da música tem sido confrontada nos últimos anos com uma queda na venda de álbuns, com um número crescente de fãs a preferirem ouvir 'singles' ou a não comprarem qualquer música.

O cada vez maior domínio da música digital terá levado Drake, colaborador próximo da Apple, a lançar "If You're Reading This It's Too Late" no serviço 'online' de música da empresa, o iTunes, dois meses antes de o disco chegar às lojas.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.