sicnot

Perfil

Cultura

Rolling Stones decidiram gravar novo álbum de estúdio dez anos depois

Os Rolling Stones decidiram gravar um novo álbum, o primeiro nos últimos dez anos, anunciou hoje o guitarrista da banda de 'rock', Keith Richards.

© Mike Blake / Reuters

O artista britânico fez o anúncio em Nova Iorque, onde se encontrava a fazer a promoção do seu último álbum a solo.

Keith Richards precisou que o grupo de 'rock' dos septuagenários irá regressar aos estúdios após uma digressão na América do Sul no início de 2016, cujas datas não são ainda conhecidas.

"De facto, estava em Londres na semana passada e estive com os rapazes, e sim, nós temos planos concretos para gravar", declarou o guitarrista no decorrer de um fórum organizado pela iHeartRadio, uma rádio na internet.

O grupo formado em 1962 lançou o seu último álbum de originais - "A Bigger Bang" - em 2005, oito anos depois de "Bridges to Babylon".

Os Stones continuam, no entanto, a realizar concertos, tendo mesmo feito uma digressão pela América do Norte este verão.

Representados de forma sistemática pela imagem dos grossos lábios pintados de vermelho, os Rolling Stones são muitas vezes classificados como os velhos rivais dos The Beatles na história do rock'n'roll dos últimos 50 anos. Este ano reeditaram o álbum Sticky Fingers.

A banda é formada por Mick Jagger (vocalista), Keith Richards (guitarra), Ron Wood (guitarra), Bill Wyman (baixo) e Charlie Watts (bateria), além do falecido Brian Jones.

Keith Richards, de 71 anos, lança na sexta-feira o seu primeiro álbum a solo em 23 anos, "Crosseyed Heart", no qual canta e divide o microfone com vários artistas, como a cantora de jazz Narah Jones.

Lusa

  • Younes Abouyaaqoub, o homem mais procurado de Espanha
    1:53
  • Vila de Gavião viu-se cercada pelas chamas
    2:17
  • Costa desafia PSD para pacto depois das autárquicas
    1:14
  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22