sicnot

Perfil

Cultura

Pianista Maria João Pires é hoje galardoada com prémio Gramophone

A pianista portuguesa Maria João Pires é hoje galardoada com o prémio Gramophone na categoria concerto, pela gravação dos concertos de piano nº3 e nº4 de Beethoven, numa cerimónia que decorrerá em Londres.

Fonte da editora discográfica que representa a artista indicou que Maria João Pires não estará presente para receber o galardão.

A cerimónia de entrega dos prémios em 12 categorias vai decorrer na sala de concertos S. John, em Smith Square, em Londres, onde também serão hoje revelados os vencedores dos prémios especiais Gramophone.

Nestes incluem-se a Gravação do Ano, para o qual Maria João Pires, 70 anos, também está nomeada, Artista do Ano e Prémio de Carreira.

Os prémios dirigidos à indústria discográfica de música clássica são atribuídos anualmente pela revista britânica Gramophone através da votação de membros da indústria e um júri de críticos.

Maria João Pires gravou o disco do concerto com a Orquestra Sinfónica da Rádio Sueca, sob direção do maestro britânico Daniel Harding, tendo sido o primeiro lançamento da pianista na editora Onyx Classics, onde entrou em 2013.

Desde 1970 que a intérprete portuguesa se dedica à reflexão sobre a importância da arte na comunidade e na educação, procurando desenvolver novas formas de implementar teorias pedagógicas na sociedade.

Lusa

  • Maria João Pires vence prémio Gramophone

    Cultura

    Maria João Pires venceu o prémio Gramophone, uma das mais importantes distinções na indústria discográfica de música clássica. A pianista foi premiada pela gravação dos concertos para piano nº 3 e nº 4 de Beethoven, um disco que foi editado no ano passado e que foi gravado com a orquestra sinfónica da Rádio Sueca e o maestro inglês Daniel Harding.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.