sicnot

Perfil

Cultura

"Os observadores de pássaros" da Palmilha Dentada estreiam-se à procura da esperança

A companhia de teatro Palmilha Dentada vai estrear, na quinta-feira, no Porto, a peça "Os observadores de pássaros", um espetáculo que o encenador, Ricardo Alves, descreveu hoje como sendo sobre esperança, no primeiro trabalho que desenvolve sem diálogo.

JOS\303\211 COELHO

Em declarações aos jornalistas no final de um ensaio para a imprensa no auditório Isabel Alves Costa do Teatro Municipal Rivoli, Ricardo Alves disse que é "um espetáculo sobre esperança, como ter esperança, o que fazer com a esperança", para depois concretizar: "a esperança de ver o pássaro, principalmente".

Em palco, q"Os observadores de pássaros" da Palmilha Dentada estreiam-se à procura da esperança (C/ FOTOS)
uatro intérpretes -- Inês Mariana Moitas, Ivo Bastos, Nuno Preto e Rodrigo Santos -- movem-se sem dizer uma palavra por um cenário coberto de lixo, por entre garrafas de plástico, bidões, pneus, baldes, até antenas e telefones.

"Nunca tem palavras. Desta vez esquecemos as palavras para procurar novas dramaturgias", disse o encenador.

Ricardo Alves lamentou que, hoje em dia, "a triste realidade [seja] que é impossível viver da bilheteira" e disse que "um dos principais problemas da Palmilha Dentada é sentir que não há espaços no Porto" que possam acolher temporadas mais alargadas.

Daí que "Os observadores de pássaros" esteja em cena no Teatro Municipal Rivoli, entidade que coproduz, entre quinta-feira e domingo e que depois siga para Vila Nova de Gaia, onde vai estar no Armazém 22 entre 01 e 18 de outubro.

No texto distribuído aos jornalistas, pode ler-se que é possível "observar pássaros e dar sentido a toda uma coreografia de estranhezas, adivinhando hábitos e construindo leituras de uma espécie com bico".

Lusa

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.