sicnot

Perfil

Cultura

Paula Rego cria 14 pinturas para livro infantil com lenda da "Sopa de Pedra"

A artista Paula Rego criou 14 pinturas para ilustrar o livro "Sopa de Pedra", com texto da filha da pintora, Cas Willing, que será publicado na quinta-feira pela Porto Editora.

Paula Rego

Paula Rego

AP

De acordo com a editora, o livro, dirigido a crianças a partir dos seis anos, é uma adaptação desta lenda existente em várias culturas ocidentais.

Na história tradicional portuguesa, um frade consegue convencer um camponês que é capaz de fazer uma sopa apenas com uma pedra, mas vai pedindo ingredientes para dar mais sabor ao caldo.

Nesta versão ilustrada por Paula Rego, o frade é substituído por uma jovem que tem de ser muito persistente e perspicaz para prosperar em tempos difíceis, centrada na ideia de que a generosidade beneficia todos.

Filha de um pescador que perde as forças e deixa de poder pescar, a jovem recebe a responsabilidade de arranjar comida para a família.

O texto é de Cas Willing, que já escreveu para televisão vários argumentos dedicados a crianças.

A pintora portuguesa, que completou 80 anos em janeiro deste ano, reside em Londres, onde fez estudos na Slade School of Fine Art.

Em Londres conheceu o futuro marido, o artista inglês Victor Willing, falecido em 1988, cuja obra Paula Rego já mostrou por várias vezes no museu Casa das Histórias, em Cascais, detentora de um importante acervo da artista.

Nas últimas décadas, a artista tem abordado temas políticos, como o abuso de poder, e sociais, como o aborto, entre outros do universo feminino.

Paula Rego foi distinguida em 2010 pela rainha Isabel II com o grau de Oficial da Ordem do Império Britânico, pela sua contribuição para as artes.

Em julho deste ano, o quadro de Paula Rego "The Cadet and his Sister" [O cadete e a irmã], um acrílico sobre papel em tela, de 1988, sobre o tema da despedida, foi arrematado num leilão em Londres por 1,6 milhões de euros, estabelecendo um novo recorde da artista.

Lusa

  • Detida no Brasil portuguesa acusada de várias burlas nos últimos 20 anos
    3:04

    Mundo

    A Polícia do Rio de Janeiro deteve uma portuguesa acusada de várias burlas nos últimos 20 anos. Ana Resende fazia-se passar por funcionária do consulado e prometia vistos e outros documentos para tirar dinheiro das vítimas. Esta é a terceira vez que a polícia brasileira detém a portuguesa por acusações de burla.