sicnot

Perfil

Cultura

Carta escrita por Mozart leiloada nos Estados Unidos por 190 mil euros

Uma carta escrita pelo compositor Amadeus Wolfgang Mozart (1756-1791) foi vendida num leilão em Boston, Massachusetts, Estados Unidos da América, por 190.000 euros, foi hoje divulgado.

Kerstin Joensson

A carta, de uma só página, escrita em alemão, sem data, mas que a leiloeira aponta para ter sido enviada em julho ou agosto de 1786, é dirigida ao amigo próximo do compositor, o botânico austríaco Nikolaus Joseph von Jacquin, pedindo a restituição de três partituras.

"Peço-lhe que me envie, pelo portador desta, o Quarteto em sol menor, a Sonata em Mi bemol e o 'Novo trio', em Sol", lê-se na carta assinada pelo compositor austríaco, autor, entre outras da ópera "Così fan tutte", anunciou a leiloeira RR Auction, de Boston, especializada em manuscritos, documentos raros e edições históricas.

As peças a que Mozart se refere são o Quarteto com piano n.º 1, em sol menor (K. 478, 1785), a Sonata para violino n.º 33 em Mi Bemol Maior (K. 481, 1785), e Trio para piano, violino e violoncelo, em Sol Maior (K. 496, 1786).

Esta última obra, o "Novo trio", como se lhe refere Mozart, "foi concluída a 08 de julho de 1786 e, portanto, esta carta provavelmente data de pouco depois, enquanto a peça catalogada K. 478 foi publicada já em dezembro de 1785, e a outra foi publicada em 1786", esclarece a leiloeira.

Mozart terá pedido as duas últimas peças para as incluir na publicação em "Briefe und Aufzeichnungen" ("Correspondência e anotações"), por Bauer e Deutsch.

Sabe-se, porém, que Mozart escreveu ao príncipe de Furstenberg, a 08 de agosto de 1786, oferecendo-lhe uma série de composições, entre as quais, estas três. O pedido do compositor parece ligar-se ao seu projeto de as oferecer à corte de Donaueschingen.

"As cartas de Mozart estão entre os mais procurados de todos os autógrafos musicais, e especificamente às suas composições, este é um exemplo verdadeiramente notável", disse o vice-presidente executivo da leiloeira, Bobby Livingston.

Lusa

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.