sicnot

Perfil

Cultura

Escritor mexicano Fernando del Paso vence Prémio Cervantes 2015

O escritor mexicano Fernando del Paso é o vencedor do Prémio Cervantes 2015, considerado um dos galardões literários mais importantes da língua espanhola, divulgou hoje o ministro da Educação, Cultura e Desporto espanhol, Íñigo Méndez de Vigo.

Fernando Del Paso ao centro com o Prémio Nobel Gabriel Garcia Marquez (dir.) e Carlos Fuentes (esq.) em novembro de 2007.

Fernando Del Paso ao centro com o Prémio Nobel Gabriel Garcia Marquez (dir.) e Carlos Fuentes (esq.) em novembro de 2007.

© STRINGER Mexico / Reuters

Nascido na Cidade do México a 01 de abril de 1935, Fernando del Paso, também um reconhecido pintor, diplomata e académico, é descrito como um dos grandes e mais inovadores estilistas da prosa em espanhol, devido à sua capacidade de integrar vários elementos como a história, o humor ou a política.

O júri do Prémio Cervantes quis distinguir, segundo a agência espanhola EFE, "a coragem na criação e a inovação arriscada" de Fernando del Paso, cujo percurso literário passa por vários estilos: ensaios, literatura infantil, ficção, poesia e teatro.

Autor de "José Trigo" (1966) e de "Paniluro de México" (1977), duas das suas obras mais significativas, Fernando del Paso publicou em 2012 "Noticias del Imperio", a sua multipremiada novela histórica, cuja ação decorre durante a intervenção francesa no México.

Com a distinção de Fernando del Paso cumpriu-se novamente a lei não escrita de distribuir alternadamente o galardão Cervantes entre a América Latina e Espanha. Em 2014, o vencedor do prémio foi o escritor catalão Juan Goytisolo.

Criado em 1975 pelo Ministério da Cultura espanhol, este prémio pretende reconhecer a totalidade da obra de um autor que tenha contribuído para o enriquecimento do legado literário hispânico.

O vencedor ganha um prémio pecuniário de 125 mil euros. O galardão será entregue a 23 de abril de 2016, dia em que é assinalada a morte do romancista, dramaturgo e poeta castelhano Miguel de Cervantes.

Lusa

  • Mais de 50 milhões de italianos decidem futuro do país
    1:43

    Mundo

    Este domingo, está nas mãos de mais de 50 milhões de eleitores italianos o futuro do país. Mais do que um voto à reforma constitucional, o referendo terá consequências políticas diretas no Governo italiano. As urnas fecham às 23h00, 22h00 em Lisboa. Os primeiros resultados são esperados meia hora depois.