sicnot

Perfil

Cultura

Emoji eleito palavra do ano do Dicionário Oxford

Pela primeira vez, a "palavra do ano" não é uma palavra. Todos os anos, o Dicionário Oxford elege a palavra com maior "significado cultural", que ao longo de 12 meses atraiu as atenções. Este ano, a eleita foi uma imagem pictográfica - um "emoji" que representa um rosto com lágrimas de alegria.

Mais que as palavras "refugiado", "economia partilhada", "They" (eles), ou "lumbersexual", foi um emoji que "melhor refletiu o espírito, a disposição e as preocupações de 2015", de acordo com o Dicionário Oxford.

Embora já existam desde 1997, o uso das emojis mais que triplicou em 2015, explica.

Uma "emoji" é uma pequena imagem digital, ou ícone, usada para exprimir ou complementar uma ideia ou uma emoção na comunicação eletrónica. O termo "emoji" é uma conjunção de e "imagem" + moji "letra".

A Universidade de Oxford examinou os dados juntamente com a SwiftKey, para analisar a frequência e a estatística dos termos ou emojis utilizados.

  • Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já têm cadastro
    1:59

    Crise no Sporting

    Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já foram condenados por 22 crimes que cometeram no passado, mas nunca nenhum deles cumpriu pena de prisão ou prisão domiciliária. O juiz decretou a prisão preventiva na sequência das agressões à equipa do Sporting por entender que se tratou de um comportamento chocante, terrorista e a perversão do espírito desportivo.

  • Está a pensar ir à praia? Não se esqueça do guarda-chuva
    0:43
  • Abate de animais nos canis proibido a partir de setembro
    1:35

    País

    O abate de animais nos canis passa a ser proibido a partir de setembro. Só em 2017, foram mortos cerca de 12 mil cães e gatos, uma média de um abate por hora. O Governo lançou um programa de incentivos financeiros de um milhão de euros, que ainda está a decorrer.

  • Cabazes solidários oferecidos pelo Governo encontrados no lixo
    0:57
  • Colheita da cereja já arrancou no Fundão
    1:54

    País

    A colheita das primeiras cerejas da época já começou no Fundão. A campanha atrasou um mês em relação a anos anteriores, por causa do inverno que se prolongou, mas os produtores garantem que o fruto é de qualidade.