sicnot

Perfil

Cultura

Filme "Mustang" vence Prémio Lux 2015 do Parlamento Europeu

O Parlamento Europeu atribuiu hoje o Prémio Lux 2015 ao filme "Mustang", da cineasta turca Deniz Gamze Erguven, anunciou o presidente da assembleia, Martin Schulz, durante a sessão plenária que decorre em Estrasburgo, França.

PATRICK SEEGER

Os filmes "Mediterranea", a primeira longa-metragem do realizador italiano Jonas Carpignano, e "Urok" ("A lição"), dos búlgaros Kristina Grozeva e Petar Valchanov, eram os outros dois finalistas da edição deste ano do Prémio Lux, atribuído pelo Parlamento Europeu desde 2007, como reconhecimento dos filmes europeus que realçam a identidade e a diversidade cultural europeias.

"Mustang", uma coprodução de França, Alemanha, Turquia e Qatar, aborda a questão dos casamentos forçados, contando a história de cinco irmãs na Turquia que se querem libertar da opressão e viver a sua vida.

Na cerimónia de entrega do prémio, o presidente do Parlamento Europeu referiu-se aos recentes atentados em Paris e à ameaça de terrorismo que paira sobre os países europeus, afirmando que, num momento em que "os inimigos da cultura" estão a tentar atacar a Europa, é "essencial destacar o respeito mútuo na diversidade".

"Neste momento em que precisamos de luz, o prémio Lux é, sem dúvida, um prémio importante", afirmou Martin Schulz, destacando o facto de os três filmes finalistas à edição deste ano do galardão levantarem "questões fundamentais".

"Como deve o nosso continente de emigração mudar para se tornar num continente de imigração? Qual o papel das mulheres em sociedades às nossas portas? De que modo está a crise económica a afetar a nossa vida em conjunto? Estes filmes europeus merecem o nosso apoio. Orgulho-me de que o Parlamento Europeu esteja a ajudar mais uma vez este ano a divulgá-los o mais amplamente possível", declarou.

Instituído em 2007, e atribuído anualmente, o prémio Lux visa promover os filmes produzidos na Europa que contribuam para fomentar a identidade e a diversidade cultural europeias, sendo o filme vencedor escolhido pelos eurodeputados, que participam na votação realizada nas semanas que antecedem a entrega do prémio.

Em 2014, o vencedor do galardão de cinema do Parlamento Europeu foi o filme "Ida", de Pawel Pawlikowski (Polónia, Dinamarca).

Portugal já marcou presença na fase final do prémio Lux através de "Tabú", do realizador português Miguel Gomes, em 2012, e de "Belle Toujours", de Manoel de Oliveira, em 2007.

Lusa

  • A Verdade sobre a Mentira
    35:13
  • Elemento dos Super Dragões com medida de coação mais gravosa
    1:37

    Desporto

    Os seis arguidos da Operação Jogo Duplo, que investiga crimes de corrupção e viciação de resultados na II Liga de futebol, saíram em liberdade. A medida de coação mais gravosa é para um membro da claque Super Dragões, que terá de pagar uma caução de 5 mil euros.

  • Mais de 120 pessoas com hepatite A
    2:23

    País

    O surto de hepatite A já infetou 128 pessoas, 60 das quais estão internadas em hospitais de Lisboa e Coimbra. A Direção-Geral da saúde recomenda a vacinação apenas aos familiares dos doentes. Apesar de não haver ruptura de stocks, há farmácias que não têm vacinas.

  • Sobreviventes de Mossul relatam mutilações e execuções do Daesh
    1:32