sicnot

Perfil

Cultura

Filme "Mustang" vence Prémio Lux 2015 do Parlamento Europeu

O Parlamento Europeu atribuiu hoje o Prémio Lux 2015 ao filme "Mustang", da cineasta turca Deniz Gamze Erguven, anunciou o presidente da assembleia, Martin Schulz, durante a sessão plenária que decorre em Estrasburgo, França.

PATRICK SEEGER

Os filmes "Mediterranea", a primeira longa-metragem do realizador italiano Jonas Carpignano, e "Urok" ("A lição"), dos búlgaros Kristina Grozeva e Petar Valchanov, eram os outros dois finalistas da edição deste ano do Prémio Lux, atribuído pelo Parlamento Europeu desde 2007, como reconhecimento dos filmes europeus que realçam a identidade e a diversidade cultural europeias.

"Mustang", uma coprodução de França, Alemanha, Turquia e Qatar, aborda a questão dos casamentos forçados, contando a história de cinco irmãs na Turquia que se querem libertar da opressão e viver a sua vida.

Na cerimónia de entrega do prémio, o presidente do Parlamento Europeu referiu-se aos recentes atentados em Paris e à ameaça de terrorismo que paira sobre os países europeus, afirmando que, num momento em que "os inimigos da cultura" estão a tentar atacar a Europa, é "essencial destacar o respeito mútuo na diversidade".

"Neste momento em que precisamos de luz, o prémio Lux é, sem dúvida, um prémio importante", afirmou Martin Schulz, destacando o facto de os três filmes finalistas à edição deste ano do galardão levantarem "questões fundamentais".

"Como deve o nosso continente de emigração mudar para se tornar num continente de imigração? Qual o papel das mulheres em sociedades às nossas portas? De que modo está a crise económica a afetar a nossa vida em conjunto? Estes filmes europeus merecem o nosso apoio. Orgulho-me de que o Parlamento Europeu esteja a ajudar mais uma vez este ano a divulgá-los o mais amplamente possível", declarou.

Instituído em 2007, e atribuído anualmente, o prémio Lux visa promover os filmes produzidos na Europa que contribuam para fomentar a identidade e a diversidade cultural europeias, sendo o filme vencedor escolhido pelos eurodeputados, que participam na votação realizada nas semanas que antecedem a entrega do prémio.

Em 2014, o vencedor do galardão de cinema do Parlamento Europeu foi o filme "Ida", de Pawel Pawlikowski (Polónia, Dinamarca).

Portugal já marcou presença na fase final do prémio Lux através de "Tabú", do realizador português Miguel Gomes, em 2012, e de "Belle Toujours", de Manoel de Oliveira, em 2007.

Lusa

  • Sismo abala centro de Itália

    Mundo

    A capital da Itália foi esta manhã sacudida por três sismos em apenas uma hora, de entre 5,3 e 5,7 na escala de Richter, não havendo até ao momento registo de vítimas.

  • Oposição diz que défice abaixo dos 2,3% se deve ao aumento de impostos
    2:24

    Economia

    O défice de 2016 vai ficar abaixo dos 2,3%, uma garantia dada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal desta terça-feira. A oposição diz que o resultado é bom para o país mas que se deve a um aumento de impostos, feito pelo Governo no ano passado, e ao trabalho do PSD e do CDS nos anos anteriores.

  • Bebé nasce na Ucrânia com ADN de três pais

    Mundo

    Nasceu a 5 de janeiro, na Ucrânia, uma menina filha de um casal infértil graças à ajuda de uma nova técnica de fertilização in vitro, que conta com a colaboração de uma terceira pessoa. De acordo com o britânico The Times, os médicos utilizaram pela primeira vez um método denominado transferência pronuclear. Esta não é, contudo, a primeira vez que nasce um bebé com ADN de três progenitores.

  • CIA desvenda segredos de quase 50 anos de História

    Mundo

    A CIA publicou online quase 12 milhões de documentos confidenciais. Basta uma ligação à Internet para navegar por entre 50 anos de relatórios outrora secretos. Entre os milhões de páginas, estão documentos sobre um eventual assassínio de Fidel Castro, detalhes sobre os crimes de guerra nazis, relatórios sobre avistamentos de OVNI e um estudo sobre telepatia denominado "Projeto Star Gate".