sicnot

Perfil

Cultura

Pearl Jam doam mais de 90 mil euros a vítimas do desastre ambiental no Brasil

A banda norte-americana Pearl Jam vai doar mais de 94 mil euros às vítimas de um derramamento tóxico numa mina no Brasil que matou 13 pessoas e que já é considerado o maior desastre ambiental do país.

© Ricardo Moraes / Reuters

O vocalista da banda, Eddie Vedder, interrompeu o concerto que a banda deu em novembro em Belo Horizonte, capital do Estado de Minas Gerais -- onde o desastre ambiental aconteceu a 05 de novembro -- e apelou a uma punição severa das empresas proprietárias da mina.

"Os Pearl Jam vão doar 100 mil dólares (cerca de 94.100 euros) para ajudar as comunidades afetadas pela tragédia no Brasil", anunciou a banda na terça-feira, através da sua conta na rede social Twitter, incentivando os fãs a fazerem doações também.

O Governo do Brasil vai interpor uma ação judicial para que a Justiça obrigue as empresas proprietárias da mina que provocou um desastre ambiental no Estado de Minas Gerais a criar um fundo para revitalizar a zona.

Em conferência de imprensa, a ministra do Ambiente brasileira, Izabela Teixeira, explicou que o objetivo é que o tribunal decida pela criação de um fundo de 20 mil milhões de reais (cinco mil milhões de euros) para recuperar o meio ambiente e compensar as vítimas.

No início de novembro, o colapso de um depósito de uma mina em Minas Gerais provocou uma enxurrada de lama, que provocou vários mortos, destruiu habitações e danificou gravemente o ambiente.

Pelo menos 13 pessoas morreram e 11 continuam desaparecidas desde o "tsunami" de lama e águas residuais, que afetou o rio Doce.

A empresa Vale reconheceu hoje que a lama continha chumbo e arsénico e prometeu fazer todo o trabalho de limpeza ambiental, mas negou que os resíduos fossem tóxicos como referiram esta semana especialista da ONU.

Lusa

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.