sicnot

Perfil

Cultura

Morreu a atriz brasileira Marília Pêra

A atriz brasileira Marília Pêra, de 72 anos, morreu hoje em casa, no Rio de Janeiro, divulgaram hoje os meios de comunicação no Brasil.

https://www.facebook.com/Maruschkando/

https://www.facebook.com/Maruschkando/

De acordo com o site de notícias brasileiro G1, Marília Pêra - que foi atriz, encenadora, cantora e bailarina - participou em mais de 50 peças de teatro, cerca de 30 filmes e 40 novelas, que a tornaram conhecida do público brasileiro e internacional.

A atriz passava por um tratamento para um desgaste ósseo na região lombar, que a fez afastar-se do trabalho por um ano e interromper a sua participação nas gravações da série "Pé na Cova", da TV Globo, o seu último trabalho.

Marília Soares Pêra nasceu a 22 de janeiro de 1943, no bairro do Rio Comprido, no Rio de Janeiro.

Num depoimento ao site Memória Globo, a atriz contou que se "estreou" aos 19 dias de vida: "Minha mãe diz que eu entrei no colo de uma atriz, amiga dela, numa peça em que precisavam de um bebé".

O início oficial da carreira artística, contudo, começou com apenas 4 anos de idade, num espetáculo em que partilhou uma cena com os pais, Manoel Pêra e Dinorah Mazullo. Na montagem de "Medeia", de Eurípedes, encenada pela Companhia de Henriette Morineau, atuou como uma das filhas da personagem principal.

Marília Pêra participou em novelas de grande sucesso como "Beto Rockfeller" (1968), "Uma rosa com amor" (1972), "Brega & Chique" (1987), "Cobras & Lagartos" (2006), "Ti-Ti-Ti" (2011) e nas séries "O Primo Basílio" (1988) e "Os Maias (2001), dois dos seus trabalhos favoritos.

No cinema, Marília Pêra destacou-se em "Pixote, a lei do mais fraco" (1980), de Hector Babenco; "Bar Esperança" (1983); de Hugo Carvana; "Anjos da noite" (1986), de Wilson Barros; "Dias melhores virão" (1988) e "Tieta do Agreste" (1995), de Cacá Diegues; "Central do Brasil" (1996), de Walter Salles; e "O Viajante" (1998), de Paulo César Saraceni.

No teatro, ganhou duas vezes o Prémio Molière (Brasil): em 1974, por "Apareceu a Margarida", e em 1984, por "Brincando em cima daquilo".

Como diretora, esteve por trás de uma das peças de maior sucesso do Brasil, "Irma Vap", que ficou em cartaz por mais de dez anos, com Marco Nanini e Ney Latorraca como protagonistas.

Lusa

  • Traço contínuo às curvas
    2:42
  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • Cristas calcula défice de 3,7% sem "cortes cegos" das cativações
    0:45

    Economia

    Assunção Cristas diz que o défice de 2,1% só foi conseguido porque o Governo fez cortes cegos na despesa pública. Esta manhã, depois de visitar uma unidade de cuidados continuados em Sintra, a presidente do CDS-PP afirmou que, pelas contas do partido, sem cativações, o défice estaria nos 3,7%.

  • Reservas de viagens na Páscoa e no verão aumentaram
    1:19

    Economia

    As reservas de viagens no período da Páscoa e do verão aumentaram este ano, tanto para o estrangeiro como para dentro de Portugal. O Algarve, a Madeira e os Açores continuam a ser os destinos de eleição. Os portugueses estão também a marcar férias com mais antecedência, uma das receitas para conseguir melhores preços.

  • Escada rolante inverte sentido e varre dezenas de pessoas
    1:15
  • Sol influencia alterações climáticas na Terra

    Mundo

    As flutuações da atividade solar têm um efeito sobre o clima da Terra, concluiu um estudo de investigadores suíços, que conseguiu, pela primeira vez, estimar a influência do Sol no aquecimento do planeta.