sicnot

Perfil

Cultura

Ministro da Cultura diz que "está tudo em aberto" quanto ao destino da coleção Miró

O ministro da Cultura afirmou hoje que "está tudo em aberto" quanto ao destino dos quadros de Miró, apontando como prioridade a inventariação da coleção, que tanto pode ficar "depositada" a Norte como a Sul.

(Reuters)

(Reuters)

[REUTERS]

Em Braga, à margem da inauguração do Centro Interpretativo das Memórias da Misericórdia de Braga, João Soares explicou que, se aqueles 85 quadros do pintor espanhol - que pertenciam ao antigo BPN e estão agora à guarda do Estado - ficarem depositados em Lisboa, a primeira exposição deve ser no Porto e vice-versa.

O titular da pasta da Cultura disse ainda haver uma "disponibilidade muito grande" do ministério que dirige para "dialogar" com autarquias, igreja, Misericórdias e outras instituições para encontrar soluções "mais ajustadas" para valorizar o acervo patrimonial do páis.

"Está tudo em aberto", concluiu João Soares, quando questionado sobre o destino da coleção de quadros de Miró.

"Se o acervo do Miró ficar depositado em Lisboa, como espero que possa ficar num espaço nacional, a primeira exposição deve ter lugar no Norte do país para que ele seja inventariado, coisa que ainda não foi, ao longo de tantos anos ainda não foi inventariado. Se o acervo vier a ficar no Porto, também há possibilidades que ele possa ficar no Porto ou no Norte do país, a primeira exposição se deve fazer no sul do país", explicou

Na inauguração de uma obra que considerou "muitíssimo importante", o restauro do Palácio do Raio, em Braga, fruto do trabalho conjunto da autarquia bracarense e da Santa Casa da Misericórdia, João Soares salientou a importância da "colaboração" entre Estado, autarquias e outras instituições.

"É nesta lógica de cooperação com santas casas e com o poder local que nós queremos continuar a trabalhar", disse.

"Há uma disponibilidade muito grande do atual Ministério da Cultura para dialogar com as autarquias, misericórdias, com outras entidades, com a Igreja, para poder encontrar soluções que sejam as mais ajustadas para o imenso património que temos na nossa terra, numa perspetiva de valorização desse acervo, que é parte da nossa identidade enquanto país e enquanto povo, e para a multiplicação dos recursos que podem ser gerados", referiu.

O Palácio do Raio, onde está agora instalado o Centro Interpretativo das Memórias da Santa Casa da Misericórdia, projetado pelo arquiteto bracarense André Soares, foi contruído entre 1752 e 1755, sendo um dos mais emblemáticos edifícios do barroco de Braga, e pertencia ao complexo do antigo Hospital de S. Marcos, que dali saiu em 2011.

O restauro do edifício e a instalação daquele centro interpretativo tiveram um custo de 4,2 ME, financiado pelo Programa Operacional Regional do Norte e através do Fundo Jéssica.

Pelas salas do Palácio é agora possível ver mais de 500 anos da história da Misericórdia de Braga, havendo ainda salas disponíveis para exposições temporárias.

Lusa

  • Coutinho e Neymar salvam Brasil já na compensação

    Mundial 2018 / Brasil

    O Brasil venceu a Costa Rica por 2-0 numa partida a contar para a 2ª jornada do grupo E do Mundial da Rússia. Contas feitas, o Brasil sobe para o primeiro lugar do grupo, com 4 pontos, seguido da Sérvia com 3 pontos. A Suíça (1 ponto) e a Costa Rica (0 pontos) ocupam, assim, os últimos lugares da tabela.

  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • Moutinho e Raphael Guerreiro de "baixa", Fonte disponível "para tocar bombo"
    1:52
  • Mulher morre após ser mandada para casa pelo Centro Hospitalar do Oeste
    2:23

    País

    Uma mulher morreu depois de ter tido alta no Centro Hospitalar do Oeste. Há fortes suspeitas que tenha sido vítima de um diagnóstico mal feito por uma empresa de telemedicina. O Bastonário da Ordem dos Médicos quer avaliar todos os contratos do Estado com serviços de telemedicina e impedir que as empresas e os hospitais fujam às responsabilidades. Até agora ninguém foi responsabilizado, a família apresentou várias queixas e Entidade Reguladora da Saúde abriu um inquérito.

  • Antigo campeão nacional de Ori-BTT, de 19 anos, morreu em colisão com carro
    1:42

    País

    Um ciclista de 19 anos morreu e o pai ficou gravemente ferido, numa colisão com uma viatura que fazia uma inversão de marcha, em Loulé, na quarta-feira. Quando o acidente aconteceu, o jovem estava a treinar para um campeonato na Hungria, onde ia participar dentro de poucos dias. Duarte Lourenço, que chegou a ser campeão nacional de Ori-BTT, pertencia ao escalão de Juniores, devido à sua idade, mas por vontade própria fazia escalão Sénior.