sicnot

Perfil

Cultura

Quadro de Monet torna-se a pintura mais cara a ser arrematada em leilão na China

O quadro de Claude Monet "La châpelle de Notre-Dame de Grâce, Honfleur" tornou-se a pintura mais cara a ser arrematada em leilão na China, ao ser vendida por 20,7 milhões de yuan (2,9 milhões de euros).

O negócio foi consumado este fim de semana, num leilão organizado pela leiloeira chinesa Xiling Yinshe, na cidade de Hangzhou, capital da província de Zhejiang, na costa leste do país, avançou a agência oficial Xinhua.

O valor pago pelo quadro de Monet, datado de 1864, destrona assim o "Grand Vase aux Danseurs", pintado pelo espanhol Pablo Ruiz Picasso numa base de cerâmica, como o maior negócio na China envolvendo uma obra ocidental.

A pintura de Picasso foi vendida em abril passado por 3,03 milhões de yuan (450.199 euros), pela filial chinesa da leiloeira Christie's.

Nos últimos anos, outras obras de importantes pintores europeus, dos últimos dois séculos, incluindo o próprio Picasso e o seu compatriota Salvador Dalí, foram também leiloados na China, mas sempre por valores abaixo dos três milhões de yuan.

No total, 12 obras ocidentais foram vendidas no leilão deste fim de semana, por um total de 52,8 milhões de yuan (7,4 milhões de euros)

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Itália tenta colocar migrações na agenda do G7 contra vontade dos EUA
    1:45
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.