sicnot

Perfil

Cultura

Morreu o cantor norte-americano de soul Otis Clay

O cantor norte-americano Otis Clay, que entre os 1960 e 1980 se destacou na cena da música soul, blues e gospel, morreu na sexta-feira, aos 73 anos, anunciou a agência que o representava.

Nascido numa família religiosa de sólida formação musical, Otis Clay mudou-se para Chicago na adolescência, onde se juntou, nos anos 1960, aos Famous Blue Jay Singers, que cantavam a capella para audiências maioritariamente brancas. (Arquivo)

Nascido numa família religiosa de sólida formação musical, Otis Clay mudou-se para Chicago na adolescência, onde se juntou, nos anos 1960, aos Famous Blue Jay Singers, que cantavam a capella para audiências maioritariamente brancas. (Arquivo)

AP

Otis Clay, "faleceu inesperadamente de um ataque cardíaco", indicou a agência Heart&Soul sobre o cantor nascido em 1942, em Waxhaw, no Mississipi, nos Estados Unidos.

Clay assinou êxitos como "That's How It Is (When You're in Love)" e "Trying to Live My Life Without You" e tornou-se uma referência para músicos de soul e blues em Chicago, onde também tocaram alguns dos seus ídolos, como Muddy Waters e Sam Cooke.

Nascido numa família religiosa de sólida formação musical, Otis Clay mudou-se para Chicago na adolescência, onde se juntou, nos anos 1960, aos Famous Blue Jay Singers, que cantavam a capella para audiências maioritariamente brancas.

Em 2007, Clay recebeu uma nomeação para um Grammy pelo disco de gospel "Walk a Mile in My Shoes".

Lusa

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC