sicnot

Perfil

Cultura

Morreu o realizador Fernando Ávila

O realizador Fernando Ávila morreu hoje, aos 61 anos, no Hospital S. Francisco Xavier, vítima de cancro, disse à Lusa fonte próxima do realizador.

Domingo, o corpo do realizador estará, a partir das 14:00, na Igreja de S. João de Deus em Lisboa onde, na segunda-feira, será celebrada uma missa de corpo presente, às 10:00.

O funeral segue depois para o Cemitério do Alto de S. João, onde o corpo do realizador será cremado.

Fernando Ávila, que entrou para a RTP em 1987, encontrava-se a realizar o programa de humor "Donos Disto Tudo".

"Residencial Tejo", "Sozinhos em casa" e "Os imparáveis" foram também realizador por Fernando Ávila.

Entre os trabalhos de ficção que dirigiu contam-se também "Conta-me como foi", "Estado de Graça" e "VIP Manicure".

Amigo de longa data de Herman José, realizou com este vários trabalhos, entre os quais "Crime na Pensão Estrelinha".

Assinou também trabalhos musicais e de bailado.

Lusa

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.