sicnot

Perfil

Cultura

David Bowie pela primeira vez no primeiro lugar do top norte-americano

O último álbum de David Bowie, "Blackstar", lançado dois dias antes da morte do músico britânico, atingiu o primeiro lugar na lista de vendas de música nos Estados Unidos, de acordo com os dados publicados no domingo pela Billboard.

© Stefan Wermuth / Reuters


Esta foi a primeira vez que um álbum de David Bowie subiu ao lugar cimeiro do top norte-americano, segundo a Billboard, que faz a recolha de dados de vendas de álbuns, naquele mercado.

Durante a última semana, de acordo com a mesma fonte, foram vendidos mais de 181 mil exemplares de "Blackstar", destronando "25", de Adele, que ocupava o primeiro lugar há sete semanas.

Após a morte do criador de "Heroes", as vendas de todos os seus discos aumentaram, e nove outros álbuns regressaram ao "Top 200" da Billboard.

"Best of Bowie" atingiu o quarto lugar e o álbum de 1973 "The rise and fall of Ziggy Stardust and the spiders from Mars" ficou na fronteira dos "20 mais", ao ser o 21.º disco mais vendido no mercado norte-americano, na última semana.

No Reino Unido, "Blackstar" entrou diretamente para o primeiro lugar.

Os dados são conhecidos quando se completa uma semana sobre a morte de David Bowie, em Nova Iorque, ocorrida a 10 de janeiro, dois dias depois de ter completado 69 anos, altura em que publicou o seu último álbum, "Blackstar".

Na noite de domingo, na Union Chapel, em Londres, realizou-se um concerto em memória de David Bowie, com a interpretação de "Ziggy Stardust" pela banda The Feathers e a cantora Maggie Ronson, irmã de Mick Ronson, antigo guitarrista de Bowie.

Lusa

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Itália tenta colocar migrações na agenda do G7 contra vontade dos EUA
    1:45
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.