sicnot

Perfil

Cultura

Retrato de musa de Picasso vendido em Londres por mais de 25 milhões de euros

O óleo "Tête de femme", no qual Picasso retrata Marie-Thérèse Walter, musa da sua obra na década de 1930, foi hoje vendido pela Sotheby's, em Londres, por 18,85 milhões de libras (25,29 milhões de euros).

© Aly Song / Reuters

O retrato, pintado em março de 1935, foi o grande destaque de uma sessão na qual também foi vendido "La leçon de piano", de Henri Matisse, por 10,78 milhões de libras (14,47 milhões de euros), e "Le palais ducal vu de Saint-Georges Majeur", de Claude Monet, por 11,57 milhões de libras (15,52 milhões de euros).

A escultura de Auguste Rodin "Iris, messagère des dieux", cujo preço estimado estava entre os 6 e os 8 milhões de libras (de 8,04 a 10,73 milhões de euros), atingiu os 11,57 milhões de libras (15,52 milhões de euros), incluída a comissão da leiloeira.

Na obra de Pablo Picasso leiloada representa uma visão geométrica e elegante de Marie-Thérèse, destaca-se entre as suas obras a partir de meados dos anos 30, apresentando já elementos lineares que viriam a definir as suas composições cubistas posteriores.

O pintor natural de Málaga utiliza, nesse trabalho, uma paleta de cores que não tinha sido vista antes nas suas obras, onde os laranja e vermelho mais intensos se combinam com verdes e azuis mais leves.

Picasso viu pela primeira vez Marie-Thérèse em Paris, quando ela tinha 17 anos e ele estava a atravessar um período turbulento no seu casamento com Olga Khokhlova, da qual se divorciaria após do seu envolvimento com a jovem resultar, em 1934, uma gravidez.

O retrato vendido em Londres é um dos poucos quadros que Picasso pintou durante essa fase difícil do seu matrimónio com Olga.

Lusa

  • "Cada drama, cada problema, cada testemunho, impressiona muito"
    1:55
  • Clínica veterinária em Tondela recebeu dezenas de animais feridos nos fogos
    2:57

    País

    Tondela foi um dos municípios mais atingidos pelo incêndio, deixando dezenas de animais feridos e perdidos no concelho. Várias clínicas veterinárias são agora um porto de abrigo e, em alguns casos, um ponto de encontro. Muitos dos animais chegaram recolhidos por voluntários e a maior parte dos casos são animais que, no momento de aflição, foram soltos pelos donos e salvos pelo instituto de sobrevivência.

  • Temperaturas sobem até ao final do mês
    1:09

    País

    O tempo não dá tréguas e, até ao final do mês, as temperaturas vão atingir valores acima do normal para esta época do ano. As temperaturas máximas vão subir entre os 25 e os 32 graus. O risco de incêndio aumenta a partir desta segunda-feira em todo o país e os meios aéreos, viaturas, operacionais e equipas de patrulha vão ser reforçados.

  • Maioria das praias do Algarve já não tem nadador-salvador
    2:19

    País

    A lei não obrigada os concessionários a garantir o serviço e, por isso, a esmagadora maioria das praias do Algarve está sem vigilância desde 30 de setembro. Ainda assim, os areais vão atraindo milhares de banhistas com as temperaturas altas que ainda se fazem sentir. Um nadador-salvador recomenda os banhistas a não nadar e, em dias de ondulação, evitar caminhadas à beira-mar.

  • Parlamento catalão vai responder à ativação do artigo 155
    1:54
  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31