sicnot

Perfil

Cultura

Filme "Guerra das Estrelas" atinge marca de dois mil milhões de dólares em receitas

O filme "Guerra das Estrelas: O despertar da força" alcançou a marca de dois mil milhões de dólares (1,8 mil milhões de euros) nas receitas de bilheteira a nível global, anunciou este domingo a Disney.

© Neil Hall / Reuters

A última sequela da saga "Guerra das Estrelas" tornou-se no terceiro filme de sempre a atingir este valor de receitas de venda de bilhetes, sendo o segundo a consegui-lo no primeiro lançamento, salientou em comunicado a Disney, citada pela agência de notícias francesa (AFP).

O filme também bateu o recorde dos Estados Unidos ao conseguir 900 milhões de dólares (807 milhões de euros) em receitas de bilheteira até quarta-feira, sendo o "único filme na história a atingir este marco", segundo a Disney.

As previsões de receitas para o fim-de-semana apontam para que as vendas de bilhetes rendam mais 7 milhões de dólares.

O filme de animação "Kung Fu Panda 3", da DreamWorks, arrecadou 21 milhões de euros desde que foi lançado nos Estados Unidos há duas semanas, ocupando atualmente o primeiro posto do pódio de filmes mais vistos no país.

Lusa

  • "Joguem à bola"
    1:35

    Desporto

    Cerca de uma centena de adeptos do Sporting esperaram até perto das 3:00 pela chegada da equipa ao estádio de Alvalade. Depois da eliminação da Taça de Portugal, em Chaves, foi necessário o reforço policial para garantir a segurança da comitiva leonina.

  • Oposição diz que défice abaixo dos 2,3% se deve ao aumento de impostos
    2:24

    Economia

    O défice de 2016 vai ficar abaixo dos 2,3%, uma garantia dada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal desta terça-feira. A oposição diz que o resultado é bom para o país mas que se deve a um aumento de impostos, feito pelo Governo no ano passado, e ao trabalho do PSD e do CDS nos anos anteriores.

  • Putin sai em defesa de Trump
    2:29

    Mundo

    Vladimir Putin já saiu em defesa de Donald Trump e diz que houve uma tentativa de minar o Presidente eleito dos Estados Unidos, através de um alegado relatório, atribuido à espionagem russa. Putin diz que o relatório é falso.