sicnot

Perfil

Cultura

Licitação de meio milhão de euros insuficiente para quadro de Paula Rego

Uma licitação de 420 mil libras (541 mil euros) foi insuficiente para se efetivar a aquisição do quadro de Paula Rego, hoje, num leilão em Londres, confirmou a leiloeira.

Paula Rego

Paula Rego

AP

"The Bullfighter's Godmother" ("A madrinha do toureiro"), um quadro de acrílico em papel sobre tela, datado de 1990-91, tinha uma estimativa de base, entre 500 mil e 700 mil libras (687 mil e 961 mil euros).

Apesar de ter recebido a licitação de meio milhão de euros, esta não atingiu o preço mínimo determinado pelo vendedor, um coleccionador norte-americano.

"Não foi vendida", confirmou uma porta-voz da Sotheby's à agência Lusa.

De acordo com a informação da leiloeira, que levou esta obra à praça, juntamente com outras peças de arte contemporânea, este é um dos melhores exemplos do trabalho de Paula Rego e faz parte de um dos períodos mais significativos da sua carreira.

A imagem mostra um quarto austero e sem janelas, onde estão de pé os dois protagonistas: a madrinha, a dar os últimos retoques no fato do toureiro, enquanto uma rapariga aguarda sentada, com a capa do toureiro sobre as pernas.

"Em 'The Bullfighter's Godmother', Rego pega na longa tradição da história de arte de retratos de toureiros, de Velázquez a Goya, Manet e Picasso", lê-se no catálogo.

Porém, acrescenta a apresentação da Sotheby's, "em vez de se centrar no heroísmo e dinamismo da tourada, Rego fixa a sua inimitável visão artística na tragédia pessoal que tem lugar por detrás de portas fechadas, longe do espetáculo público da praça de touros".

A tela fez parte de muitas exposições no Reino Unido, incluindo no museu The National Gallery, em 1991, após um período da pintora como artista associada.

O quadro foi à praça no Leilão de Arte Contemporânea, entre várias obras de Andy Warhol, Lucio Fontana, Frank Auerbach e Jean Michel Basquiat, entre outros.

Aquele que recebeu a licitação mais elevada foi "Pregnant Girl", de Lucian Freud, arrematado por 16 milhões de libras (22 milhões de euros), quase dez milhões de euros acima da estimativa mais elevada para a obra, que era de 13,7 milhões de euros.

Lusa

  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Divorciados vão poder dividir filhos no IRS 

    Economia

    Os divorciados vão passar a poder dividir os filhos no IRS (imposto sobre o rendimento singular) e o Governo está a estudar soluções para que em 2018 haja um novo sistema para lidar com a guarda conjunta de filhos.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Ataques aéreos dos EUA em Mossul podem ter causado a morte de 200 civis
    1:22
  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.

  • Quando o cancro chega por mero acaso
    1:55

    Mundo

    Cerca de dois terços das mutações que ocorrem nas células cancerígenas devem-se ao acaso, segundo um estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. Em Portugal, o Diretor do Programa Nacional Doenças Oncológicas alerta para a importância de um diagnóstico precoce e um estilo de vida saudável como forma de reduzir a fatalidade.