sicnot

Perfil

Cultura

História de ex-amante de Fidel encarregada de o matar dá um filme

A atriz Jennifer Lawrence vai ser Marita Lorenz, uma mulher com dupla nacionalidade: alemã e americana. Lorenz foi protagonista e testemunha de alguns dos principais acontecimentos do século XX. Foi amante do líder cubano e encarregada pela CIA para o matar.

HERMANN J. KNIPPERTZ

Em criança, viveu dois anos num campo de concentração nazi e foi violada por um polícia dos Estados Unidos. Na adolescência, apaixonou-se por Fidel Castro, com quem teve um filho chamado Marcos Pérez Jiménez, que presidiu a Venezuela de 1952 a 1958. Mais tarde. foi recrutada pela CIA para matar o seu amor, segundo conta a BBC Brasil.

Depois de viver um tempo com Castro, Lorenz deixou Cuba e juntou-se à luta contra o comunismo nos Estados Unidos. Foi nessa altura que foi recrutada pela CIA para a missão que acabaria por não cumprir. "Não podia matar ninguém, não havia motivo para o magoar. Podia tê-lo feito, porque me deram todas as ferramentas e treino", disse a mulher, em junho de 2015, à Rádio W da Colômbia. "É absurdo. Além do mais, eu amava-o, ele era uma pessoa fascinante, o meu primeiro amor".

Existem duas biografias sobre Marita Lorenz e, agora, a sua história vai ser exibida nos cinemas.

O filme dever-se-á chamar "Marita" e tem estreia prevista para o fim de 2017. De acordo com o site The Hollywood Reporter, o argumento deve abordar a forma como Lorenz e Castro se conheceram, quando ela tinha 19 anos, bem como o romance.

  • Novo dia de protestos contra expropriações na ilha do Farol
    2:30

    País

    A sociedade Polis Ria Formosa concluiu a tomada de posse das construções identificadas como ilegais na ilha do Farol, na Ria Formosa, em Faro. No segundo dia da operação, sob fortes protestos da população, os técnicos da Polis, escoltados pela Polícia Marítima, expropriaram hoje mais 18 construções.

  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.

  • Zeca Afonso morreu há 30 anos
    1:11
  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • "Isto é uma mentira e tem carimbo de Estado"
    2:12

    Opinião

    O preço das botijas de gás em Portugal duplicou nos últimos 15 anos. José Gomes Ferreira esteve no Jornal da Noite, da SIC, onde explicou este aumento, lembrando que a classe política prometeu que se houvesse mais empresas a operar no mercado, os preços desciam. Contudo, José Gomes Ferreira diz que "isto é uma mentira e tem carimbo de Estado". O Diretor-Adjunto de Informação SIC explicou que como o mercado é livre, os operadores vendem aos preços mais altos que podem, deste modo os preços não variam muito entre uns e outros.

    José Gomes Ferreira