sicnot

Perfil

Cultura

Dragões da Guerra dos Tronos invadem Nova Iorque

Os dragões de "A Guerra dos Tronos" foram projetados em vários edifícios de uma praça de Nova Iorque e foi ainda simulada a queda de uma dragão em Union Square. Quem por lá passar verá um cenário de destruição, com bancos partidos, buracos no chão e postes de eletricidade arrancados ao lado de cartazes promocionais da série.

© Brendan McDermid / Reuters

A iniciativa assinala o lançamento em DVD da quinta temporada da Guerra dos Tronos (Game of Thrones).


Liam Cunningham, um dos atores, conduziu este momento que foi aplaudido por inúmeros fãs. A sexta temporada de "A Guerra dos Tronos" tem estreia marcada para o próximo dia 24 de abril no canal norte-americano HBO.

  • Primeiras imagens da sexta temporada da Guerra dos Tronos
    2:48

    Cultura

    As primeiras imagens da sexta temporada da Guerra dos Tronos (Game of Thrones) já saíram. Uma das grandes novidades é que, ao contrário das cinco anteriores, a história é em grande parte original, ou seja, não segue a saga literária de George R R Martin, mas sim o ímpeto dos criadores da série David Benioff e Dan. B. Weiss. A série vai começar a ser exibida nos Estados Unidos no dia 24 de abril.

  • Número de mortos nos incêndios sobe para 44

    País

    Os incêndios florestais que deflagraram no domingo em várias zonas do país provocaram 44 mortos, disse esta sexta-feira a adjunta do comando nacional da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), Patrícia Gaspar.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC

  • Aberta nova frente de guerra no Iraque
    1:20

    Mundo

    Uma nova frente de guerra no Iraque está aberta. O exército de Bagdade combate as forças curdas e luta pelo controlo da província petrolífera de Kirkuk. Na origem da ofensiva está o referendo não reconhecido à independência do Curdistão.