sicnot

Perfil

Cultura

Jornal do exército chinês acusa filme da Disney de propaganda subliminar

O jornal do Exército de Libertação Popular (ELP), as forças armadas chinesas, acusa o mais recente filme de animação da Disney, "Zootrópolis", de servir de propaganda subliminar de valores norte-americanos em países como a China.

Disney

O filme, que está a ser um sucesso de bilheteira na China, "distorce a realidade e a moral ao trocar os papéis do predador e da presa no seu argumento", sublinha um artigo de opinião publicado por aquele jornal.

Em causa estão os papéis de polícia, atribuído a um coelho encarregado de investigar o desaparecimento de predadores, e de um dos principais vilões, protagonizado por um cordeiro, num universo em que os animais agem como seres humanos.

"Neste mundo cruel, são sempre os lobos a comer os cordeiros, e não o contrário. Um conceito tão fundamental, e que até uma criança pode entender, foi invertido por Hollywood", destaca o artigo, assinado por Wang Chuanbao, professor de ciência política do ELP.

Wang sugere ainda outros exemplos do que designa de "manipulação silenciosa" de Hollywood, como o filme de ação "Pacific Rim", que retrata as lutas travadas por monstros e robots gigantes no Mar do Sul da China, atual fonte de tensão entre Pequim e Washington.

O "Zootrópolis" é atualmente o oitavo maior sucesso de bilheteira de sempre na China, com receitas no valor de 1.500 milhões de yuan (mais de 195 milhões de euros).

JOYP // MP

Lusa/fim

NewsSubjects:- Política - Artes, Cultura e Entretenimento - Valores - Cinema - Animação - Forças Armadas

20160407T052138

  • Morreu Miguel Beleza, antigo ministro das Finanças e governador do BdP
    1:34
  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.