sicnot

Perfil

Cultura

Chyna terá morrido de overdose "acidental" com medicamentos

A antiga lutadora de wrestling norte-americana Joanie Laurer, mais conhecida por Chyna, terá morrido por overdose "acidental" com Valium e Ambien, avançou Anthony Anzaldo, manager da também modelo e atriz de filmes pornográficos. Chyna morreu na semana passada, na sua casa em Redondo Beach, Califórnia.

"Ela terá consumido acidentalmente e incorretamente os medicamentos que lhe tinham sido prescritos há 2 ou 3 semana", refere Anzaldo num mail publicado no Los Angeles Times.

O departamento de Medicina Legal de Los Angeles não divulgou ainda as causas da morte de Chyna, de 46 anos. As autoridades adiantam que ainda estão a decorrer investigações.

"É prematuro avançar as causa da morte num caso em que ainda não são conhecidos resultados de alguns testes relevantes", sublinhou Ed Winter, um dos responsáveis pela investigação da morte de Joanie Laurer.

Anzaldo diz que Chyna morreu depois de ter adormecido, a 17 de abril. O próprio manager terá sido o primeiro a alertar para a sua morte, na tarde de dia 20, quando resolveu deslocar-se a sua casa depois de tentar contactar a ex-lutadora de wrestling.

  • Isto não é não jornalismo. Por Ricardo Costa

    Opinião

    Uma das decisões mais banais e corriqueiras do jornalismo assenta nas escolhas que se fazem no dia a dia. Que temas se abordam, que destaque se dá a este ou aquele assunto, que ângulos de abordagem se usam. São opções condicionadas por uma série de fatores - que vão do interesse e da novidade até questões tão básicas como o haver ou não jornalistas com tempo, meios e conhecimentos para o fazerem -, que estão e estarão na base de qualquer dia de trabalho numa redação.

    Ricardo Costa

  • Bruxelas multa Altice em 125 M€ devido à compra da PT

    Economia

    Os Serviços da Concorrência da Comissão Europeia decidiram multar a Altice em 125 milhões de euros no âmbito da compra da PT Portugal. Bruxelas avançou com a multa à Altice por ter começado a gerir a PT antes do negócio ter sido aprovado pela Comissão Europeia.

  • "Não há nenhuma meta com Bruxelas", garante Centeno no Parlamento
    0:57

    Economia

    O ministro das Finanças afirma que o Programa de Estabilidade é debatido em Lisboa e não em Bruxelas.Esta manhã, no Parlamento, Mário Centeno assegurou ainda que as metas são as mesmas com que se comprometeu no programa do Governo e garante que não há nenhuma meta acordada com Bruxelas.