sicnot

Perfil

Cultura

Seiscentos quilos de moedas romanas encontradas em Sevilha

A descoberta de milhares de moedas romanas aconteceu na quarta-feira durante o trabalho de construção do Parque del Olivar, em Tomares, uma cidade situada a cerca de 10 quilómetros de Sevilha, em Espanha. As moedas, que pesam entre oito e dez gramas, foram encontradas dentro de 19 ânforas cerâmicas e é possível identificar a figura de um imperador e algumas marcas romanas.

Ao contrário do que se esperava, o grupo de 19 ânforas não se destinava ao armazenamento de vinho ou oléo, mas sim de dinheiro. Nove dos recipientes cerâmicos encontrados estavam partidos, mas os restantes foram encontrados intactos. A descoberta está avaliada em muitos milhões de euros, mas para os investigadores o valor arquiológico é incalculável. Embora a maioria das moedas seja de bronze, os arqueólogos também encontraram alguns exemplares de prata.

Segundo o El País, os investigadores dizem que é possível que as moedas estivessem guardadas para o pagamento de impostos imperiais ou para pagamentos ao exército.

As moedas já foram entregues ao Museu Arqueológico de Sevilha.

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.