sicnot

Perfil

Cultura

Seiscentos quilos de moedas romanas encontradas em Sevilha

A descoberta de milhares de moedas romanas aconteceu na quarta-feira durante o trabalho de construção do Parque del Olivar, em Tomares, uma cidade situada a cerca de 10 quilómetros de Sevilha, em Espanha. As moedas, que pesam entre oito e dez gramas, foram encontradas dentro de 19 ânforas cerâmicas e é possível identificar a figura de um imperador e algumas marcas romanas.

Ao contrário do que se esperava, o grupo de 19 ânforas não se destinava ao armazenamento de vinho ou oléo, mas sim de dinheiro. Nove dos recipientes cerâmicos encontrados estavam partidos, mas os restantes foram encontrados intactos. A descoberta está avaliada em muitos milhões de euros, mas para os investigadores o valor arquiológico é incalculável. Embora a maioria das moedas seja de bronze, os arqueólogos também encontraram alguns exemplares de prata.

Segundo o El País, os investigadores dizem que é possível que as moedas estivessem guardadas para o pagamento de impostos imperiais ou para pagamentos ao exército.

As moedas já foram entregues ao Museu Arqueológico de Sevilha.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.