sicnot

Perfil

Cultura

Ator Anton Yelchin, de "Star Treck" e "Porto, Mon Amour", morre em acidente

O jovem ator norte-americano Anton Yelchin, nascido na Rússia e conhecido por interpretar Chekv na nova saga de "Star Treck", morreu este domingo, aos 27 anos, após ser atropelado pelo próprio veículo, anunciou a sua agente, Jennifer Allen.

reuters

Yelchin faleceu na madrugada de domingo, depois de o seu veículo ter deslizado por uma encosta, no caminho de acesso a sua casa, tendo sido colhido e projetado contra uma parede, descrevem as agências internacionais de notícias.

Anton Yelchin esteve em Portugal em 2015, para a rodagem de "Porto, Mon Amour", do realizador brasileiro Gabe Klinger, filme que se encontra concluído, mas ainda sem data de estreia.

"É uma notícia muito triste", indicou Jennifer Allen à imprensa. Yelchin "morreu num acidente rodoviário esta manhã", acrescentou.

Natural da cidade russa de São Petersburgo, Anton Yelchin chegou aos Estados Unidos aos seis meses, com os pais, conhecidos patinadores de dança sobre gelo de Leninegrado.

O ator iniciou a sua carreira aos nove anos e participou em diversas séries televisivas, durante a década de 1990, como "ER - Serviço de urgência" e "A juíza".

Participou em mais de três dezenas de filmes e tornou-se conhecido ao interpretar Pavel Chekov em "Star Trek" (2009) e "Além da Escuridão: Star Trek" (2013), papel que retomou em "Star Trek: Além do Universo" (2016), filme que se encontra em fase de pós-produção e que tem estreia prevista para 25 de agosto, em Portugal.

Surgiu ainda em "Alpha Dog" (2006), "Terminator Renaissance" (2009), "Vingança ao Anoitecer" e "Como Enterrar a Ex" (2014), assim como em "Cavalos Destroçados" (2015)

Em fevereiro de 2015, quando esteve no Porto, Anton Yelchin destacou a "profunda presença do tempo e da sua mudança", na cidade, confessando o seu amor pela comida portuguesa.

"Porto, mon amour" contou com o apoio da Câmara do Porto, produção executiva de Jim Jarmush e coprodução por Rodrigo Areias.

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.