sicnot

Perfil

Cultura

Os porcos mortos e os cogumelos mágicos do Esquadrão Suicida

Esquadrão Suicida, o novo filme da Warner e da DC Comics, está prestes a estrear em Portugal. Até lá, é possível imaginar o ambiente em que o filme foi gravado, com Jared Leto a enviar um porco morto aos colegas ou Jai Courtney a ingerir "cogumelos mágicos".

David Ayer

David Ayer

© Mario Anzuoni / Reuters

David Ayer é o realizador do novo filme da DC e é conhecido por ter uma preparação especial dos atores. Neste caso não foi diferente e o diretor revelou à Entertainment Weekly como gostou de "provocar" os atores no set das filmagens.

Jai Courtney, que interpreta Boomerang, preparou-se para a personagem a comer cogumelos alucinogénios e a queimar os braços com cigarros. O ator australiano estava a conversar via Skype com o realizador, quando experimentou os cogumelos para "entrar na personagem".

Anteriormente, David Ayer pedira ao ator para encontrar o seu lado desprezível, de modo a interpretar o perigoso e agressivo Boomerang.

Jai Courtney Instagram

Esquadrão Suicida é um filme onde os supervilões - os personagens principais - são reunidos pelo Governo para salvar o mundo. O filme reúne várias histórias de extrema preparação. Tudo porque Ayer queria que os atores entrassem no papel das suas personagens.

Por exemplo, vários atores deixaram que Margot Robbie (Harley Quinn) tatuasse a palavra (mal escrita) "SKWAD", de squad, nos seus braços.

No filme, é apresentada uma nova versão do Joker, interpretado por Jared Leto, que talvez tenha sido o que levou a caracterização ao extremo, ao enviar alguns presentes aos colegas. O vocalista dos Thirty Seconds To Mars, encorajado pelo realizador a entrar profundamente na pele do Joker, presenteou todo o elenco com um porco morto.

Já a Harley Quinn, Leto enviou um rato preto, vivo. Corre o boato que o Joker enviou ainda preservativos usados para os seus colegas, mas Ayer veio dizer que não estavam usados: tinham sido apenas "retirados do pacote".

David Ayer Twitter

No set das filmagens, os atores tinham à disposição um terapeuta. Isto, depois do diretor pedir para os atores entrarem no papel dos seus personagens.

David Ayer, conhecido pelo filme Fúria, pediu a Adewale Akinnuoye-Agbaje, o Killer Croc, para ouvir gravações áudio do assassino canibal japonês Issei Sawaga. Disse ainda a Joel Kinnaman para assistir a vídeos militares explícitos, que o ator descreveu como "horrendos".

Esquadrão Suicida conta ainda com Will Smith, Cara Delevingne e Viola Davis e estreia a 4 de agosto nas salas de cinema portuguesas. Veja aqui o último trailer do filme de supervilões.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Trabalhadores da saúde iniciam greve nacional

    País

    Trabalhadores da saúde estão esta sexta-feira a cumprir uma greve a nível nacional para reivindicar a admissão de novos profissionais, exigir a criação de carreiras e a aplicação das 35 horas semanais a todos os funcionários do setor.

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Juiz brasileiro morto em acidente aéreo investigava corrupção na Petrobras
    1:28
  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.