sicnot

Perfil

Cultura

Descoberto cadáver do século XI a.C. na Grécia

Um cadáver com 3.000 anos foi descoberto no monte Lykaion, na península Peloponeso, na Grécia, e a sua morte poderá ser resultado de um ritual de sacrifício humano, revelou uma arqueóloga grega.

Segundo Anna Karapanagiotou, os restos mortais, provavelmente de um homem jovem, foram descobertos há algumas semanas no cimo do monte Lykaion, antigo local de culto de Zeus, por uma equipa greco-americana.

A arqueóloga, chefe dos serviços arqueológicos locais, qualificou esta descoberta como única, acrescentando que este achado "vai trazer uma nova luz em relação aos rituais praticados nesta época", declarou à rádio de Atenas.

"Várias fontes posteriores -- 700 anos mais tarde -- evocaram sacrifícios humanos nesta montanha. Tudo será estudado", continuou a arqueóloga.

O corpo, que apenas tem o maxilar inferior, foi enterrado no centro do altar numa cavidade na rocha.

A data desta descoberta -- século XI a.C. -- pode ser determinante para confirmar a hipótese de um sacrifício humano, uma vez que este período corresponde à queda da civilização micénica, a idade do bronze, substituída pelos invasores dóricos que utilizavam armas de ferro.

O culto de Zeus era praticado no cimo da montanha que funcionou durante séculos, desde o ano de 1.600 a.C., lembrou a chefe das escavações.

Lusa

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Motim em prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos
    1:09

    Mundo

    Um novo motim numa prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos. A prisão, que é a maior do Estado do Rio Grande do Norte, tem capacidade para 600 reclusos mas acolhe quase o dobro. Após o motim de 14 horas, a polícia já tem o controlo total da prisão.

  • Aqui também se vive
    16:07
  • Austrália condena Japão por caça de baleias no Oceano Antártico

    Mundo

    O Governo da Austrália condenou hoje o Japão por retomar a caça de baleias no Oceano Antártico, após a divulgação de imagens de um cetáceo morto a bordo de um barco japonês que se encontrava em águas protegidas.O ministro do Ambiente, Josh Frydenberg, manifestou "profunda deceção", um dia depois de a organização Sea Shepherd divulgar fotografias e vídeos de uma baleia minke no barco japonês Nisshin Maru.