sicnot

Perfil

Cultura

Madonna celebra o 58º aniversário em Cuba

Madonna celebra o 58º aniversário em Cuba

Madonna está a celebrar o aniversário em Cuba. A cantora completou 58 anos esta terça-feira e deslocou-se à capital da ilha das Caraíbas, Havana, rodeada por família e amigos. Em volta do hotel onde está hospedada, as ruas ficaram cheias de admiradores em busca de uma imagem da estrela norte-americana. Madonna aproveitou a viagem para dançar num restaurante de Havana velha.

  • Madonna cai de triciclo durante espetáculo na Austrália
    0:14

    Cultura

    Madonna caiu durante um espetáculo intimista e gratuito na capital australiana que quis dar a um grupo de fãs antes dos concertos da "Rebel Heart Tour" como recompensa por não tocar no país há 23 anos. A cantora chegou quatro horas atrasada para o espetáculo "Tears of a Clown", em Melbourne, e pediu para beber, no palco. Vestida de palhaço seguia num triciclo, desiquilibrou-se e caiu. As imagens foram captadas e rapidamente difundidas.

  • "Se me pergunta se estou de consciência tranquila, estou"
    2:13

    País

    O ministro Vieira da Silva assegura que aguarda com tranquilidade que a investigação em curso esclareça as alegadas irregularidades na associação Raríssimas. Alguns mecenas estão já a suspender o apoio, na sequência do escândalo que já levou a duas demissões. 

  • Novo regime dos recibos verdes "acaba com as injustiças dos escalões"
    1:10
  • Brinquedos tecnológicos para oferecer no Natal
    5:33
  • Aniversário de Marcelo passado nas comemorações dos 700 anos da Marinha
    1:45

    País

    O Presidente da República defende que é preciso continuar a investir na Armada, nas pessoas, nas capacidades e no apoio de retaguarda. No dia em que fez 69 anos, Marcelo Rebelo de Sousa esteve nas comemorações dos 700 da Marinha, onde sublinhou os sete séculos de conquistas e de combates navais.

  • Costa anuncia reunião sobre neutralidade carbónica em fevereiro
    2:03

    País

    O Presidente francês defende que é preciso ir mais longe e mais rápido na luta contra as alteração climáticas, numa resposta à decisão de Donald Trump de retirar os EUA do Acordo de Paris. Em fevereiro, será a vez de Portugal organizar uma reunião sobre energia e transportes.