sicnot

Perfil

Cultura

"Carrie" abre caminho ao 10º Festival Internacional de cinema de Terror em Lisboa

O filme "Carrie", de Brian de Palma, a exibir na quinta-feira no Beco da Moeda, ao Cais do Sodré, Lisboa, abre caminho à 10.ª edição do MOTELX -- Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa, foi esta quarta-feira anunciado.

O filme, prestes a fazer 40 anos, baseia-se no romance homónimo de Stephen King é protagonizado por Sissi Spacek, num elenco onde também se encontra John Travolta, e gira em torno de Carrie White, uma adolescente que vive quase isolada com a mãe, uma pregadora religiosa.

Menosprezada por colegas de escola, por desconhecer as etapas de crescimento feminino, Carrie acaba por ser convidada para um baile de um colégio onde depois de humilhada acaba por revelar os poderes paranormais que possui.

Ainda na 'pré-fase' de arranque do 10.º MOTELX, no sábado, no Largo de São Carlos, será exibida a comédia musical de terror "Festival Rocky do Terror", de Jim Sharman.

Durante a projeção do filme, os espetadores poderão dançar ao ritmo desta obra dos anos 1970, afirma a organização do certame, que solicita apenas que se vá vestido a rigor.

No final da tarde de sábado, na praça do Comércio, arranca o Lisbon Walker MOTELX, um jogo em que a organização pretende que se busque a Lisboa sebastianista, mais ou menos secreta.

Uma festa no Sabotage, com um concerto dos Quelle Dead Gazelle e um 'DJ Set' de Nuno Rabino, marcada para as 00:30 de sábado, encerra a 'fase de aquecimento' de 10.º MOTELX.

"Don't breathe" ("Nem Respires"), de Fede Alvarez, é o filme que abre, na terça-feira, 06 de setembro, no Cinema S. Jorge, Lisboa, o 10.º MOTELX -- Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa, que termina a 11 de setembro.

A 10.ª edição do Festival contará ainda com a presença de, entre outros, o produtor de "K-Shop", Adam Merrifield, e dos realizadores Jiri Sádek ("The Noonday Witch"), Can Evrenol ("Baskin") e Martijn Heijne ("Scream Week").

Alan Jones, director do FrightFest e biógrafo oficial do Dario Argento, que recentemente editou o filme "The Act of Seeing", em conjunto com Nicolas Winding Refn, também regressa a Portugal a convite do festival.

Este ano, o MOTELX atribui ainda, pela primeira vez, um prémio para longas-metragens, e estreia "O segredo das pedras vivas" (1992), de António de Macedo.

A competição integra sete obras, entre os quais a longa-metragem de animação espanhola "Psiconautas, los niños olvidados", de Pedro Rivero e Alberto Vázquez, e "The noonday witch", que o checo Jiri Sádek apresentou este ano no Festival de Karlovy Vary, na República Checa.

Deste grupo fazem ainda parte "K-Shop", do britânico Dan Pringle, "Shelley", do iraniano Ali Abbasi, que se estreou no Festival de Berlim, "Like a cast shadow", do suíço Michael Krummenacher, "Villmark Asylum", de Pal Oie, e "Baskin", de Can Evrenol.

O júri que escolherá o filme vencedor é constituído pelo músico Fernando Ribeiro, dos Moonspell, o realizador Ruggero Deodato, autor do filme "Holocausto Canibal" (1980), e o produtor Mick Garris.

Na secção Quarto Perdido, do festival, é estreado o filme "O segredo das pedras vivas" (1992), de António de Macedo, que conta com os desempenhos de Manuel Cavaco, Eugénia Bettencourt, Helena Isabel e Rui Luís Brás.

O filme foi já exibido na RTP, no formato de minissérie, com o título "O altar dos holocaustos".

Lusa

  • Descida da TSU inconstitucional?
    2:37

    TSU

    Especialistas ouvidos pela SIC põem em causa a constitucionalidade da descida da Taxa Social Única dos patrões, como contrapartida pelo aumento do salário mínimo. Como se trata de um imposto pago pelas empresas, só o Parlamento pode decidir uma alteração nas taxas. Neste caso, o Governo decidiu sozinho.

  • Autocarro com seguranças atacado em Braga
    0:42

    Desporto

    Dois autocarros que transportavam elementos de uma empresa de segurança foram atingidos por tiros e pedras depois do jogo entre o Sporting de Braga e o Vitória de Guimarães. O ataque deu-se a poucos quilómetros do Estádio Municipal de Braga. A PSP e a PJ estiveram no local a recolher provas.