sicnot

Perfil

Cultura

"Carrie" abre caminho ao 10º Festival Internacional de cinema de Terror em Lisboa

O filme "Carrie", de Brian de Palma, a exibir na quinta-feira no Beco da Moeda, ao Cais do Sodré, Lisboa, abre caminho à 10.ª edição do MOTELX -- Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa, foi esta quarta-feira anunciado.

O filme, prestes a fazer 40 anos, baseia-se no romance homónimo de Stephen King é protagonizado por Sissi Spacek, num elenco onde também se encontra John Travolta, e gira em torno de Carrie White, uma adolescente que vive quase isolada com a mãe, uma pregadora religiosa.

Menosprezada por colegas de escola, por desconhecer as etapas de crescimento feminino, Carrie acaba por ser convidada para um baile de um colégio onde depois de humilhada acaba por revelar os poderes paranormais que possui.

Ainda na 'pré-fase' de arranque do 10.º MOTELX, no sábado, no Largo de São Carlos, será exibida a comédia musical de terror "Festival Rocky do Terror", de Jim Sharman.

Durante a projeção do filme, os espetadores poderão dançar ao ritmo desta obra dos anos 1970, afirma a organização do certame, que solicita apenas que se vá vestido a rigor.

No final da tarde de sábado, na praça do Comércio, arranca o Lisbon Walker MOTELX, um jogo em que a organização pretende que se busque a Lisboa sebastianista, mais ou menos secreta.

Uma festa no Sabotage, com um concerto dos Quelle Dead Gazelle e um 'DJ Set' de Nuno Rabino, marcada para as 00:30 de sábado, encerra a 'fase de aquecimento' de 10.º MOTELX.

"Don't breathe" ("Nem Respires"), de Fede Alvarez, é o filme que abre, na terça-feira, 06 de setembro, no Cinema S. Jorge, Lisboa, o 10.º MOTELX -- Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa, que termina a 11 de setembro.

A 10.ª edição do Festival contará ainda com a presença de, entre outros, o produtor de "K-Shop", Adam Merrifield, e dos realizadores Jiri Sádek ("The Noonday Witch"), Can Evrenol ("Baskin") e Martijn Heijne ("Scream Week").

Alan Jones, director do FrightFest e biógrafo oficial do Dario Argento, que recentemente editou o filme "The Act of Seeing", em conjunto com Nicolas Winding Refn, também regressa a Portugal a convite do festival.

Este ano, o MOTELX atribui ainda, pela primeira vez, um prémio para longas-metragens, e estreia "O segredo das pedras vivas" (1992), de António de Macedo.

A competição integra sete obras, entre os quais a longa-metragem de animação espanhola "Psiconautas, los niños olvidados", de Pedro Rivero e Alberto Vázquez, e "The noonday witch", que o checo Jiri Sádek apresentou este ano no Festival de Karlovy Vary, na República Checa.

Deste grupo fazem ainda parte "K-Shop", do britânico Dan Pringle, "Shelley", do iraniano Ali Abbasi, que se estreou no Festival de Berlim, "Like a cast shadow", do suíço Michael Krummenacher, "Villmark Asylum", de Pal Oie, e "Baskin", de Can Evrenol.

O júri que escolherá o filme vencedor é constituído pelo músico Fernando Ribeiro, dos Moonspell, o realizador Ruggero Deodato, autor do filme "Holocausto Canibal" (1980), e o produtor Mick Garris.

Na secção Quarto Perdido, do festival, é estreado o filme "O segredo das pedras vivas" (1992), de António de Macedo, que conta com os desempenhos de Manuel Cavaco, Eugénia Bettencourt, Helena Isabel e Rui Luís Brás.

O filme foi já exibido na RTP, no formato de minissérie, com o título "O altar dos holocaustos".

Lusa

  • Equipa da SIC impedida de entrar na Venezuela

    País

    A SIC tinha uma equipa a caminho da Venezuela para cobrir as eleições da Assembleia Constituinte que decorrem no domingo. No entanto o jornalista Luís Garriapa e o repórter de imagem Odacir Junior foram impedidos de entrar no país. A equipa de reportagem foi barrada à chegada ao aeroporto de Caracas.

  • "Fomos considerados inadmissíveis no território da Venezuela"
    4:43

    País

    O jornalista Luís Garriapa entrou em direto no Jornal da Noite, para explicar o que aconteceu esta quinta-feira, no aeroporto de Caracas. A equipa de reportagem de SIC foi impedida de entrar na Venezuela, onde ia cobrir as eleições da Assembleia Constituinte, marcadas para domingo.

  • Oposição alarga protesto e anuncia "tomada da Venezuela"

    Mundo

    A oposição venezuelana recusou esta quinta-feira a proibição de manifestações decretada pelo Governo e avisou que, em resposta, ampliará o protesto previsto para sexta-feira, passando de uma "tomada de Caracas" para uma "tomada da Venezuela".

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • À descoberta de Dago, o destroço mais visitado em mergulho de profundidade
    13:51
  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.

  • Deputado da Malásia diz que negar sexo ao marido é uma forma de abuso

    Mundo

    Um deputado malaio tem sido alvo de algumas críticas na internet, depois de ter dito que negar sexo a maridos é uma forma de abuso psicológico e emocional por parte das mulheres. As declarações de Che Mohamad Zulkifly Jusoh foram feitas durante um debate sobre as alterações às leis de violência doméstica, na quarta-feira.

    SIC