sicnot

Perfil

Cultura

Lisboa celebra a música e o legado de David Bowie em dia de aniversário

Bowie em 2004

Robb D. Cohen / AP

Cinema, concertos, debates, exposições, reedições discográficas têm servido para assinalar, ao longo do último ano, o legado cultural do músico britânico David Bowie, que morreu a 10 de janeiro de 2016. Hoje faria 70 anos.

Com uma carreira que abriu caminhos no glam rock, no rock alternativo, na música eletrónica, na moda e nas artes visuais, David Bowie teve várias vidas, de Ziggy Stardust a Thin White Duke. Morreu a 10 de janeiro de 2016, dois dias depois de ter completado 69 anos e de ter editado o disco "Blackstar".

Na altura, o produtor Tony Visconti afirmou que a morte do músico não foi diferente da vida, "foi uma obra de arte", e só nessa altura se percebeu que "Blackstar" era como uma carta de despedida. O álbum acabou por figurar no topo de várias listas internacionais como um dos melhores do ano.

O dia de aniversário é assinalado em várias cidades, como Londres, Tóquio e Lisboa, onde acontecerá um debate sobre o percurso e o legado cultural do artista, moderado pelo jornalista Nuno Galopim, hoje à tarde no Centro Cultural de Belém, onde estarão o crítico de cinema João Lopes, a cantora Xana (Rádio Macau), o antigo editor David Ferreira e o músico David Fonseca, que prepara, para fevereiro, a edição de um álbum em torno do repertório de Bowie, com a participação de vários convidados, entre os quais António Zambujo e Camané.

Também hoje, em Tóquio, é inaugurada a exposição "David Bowie is", organizada pelo Victoria & Albert Museum de Londres e que tem estado em périplo internacional. A exposição - que em maio estará em Barcelona - reúne cerca de 300 objetos, fotografias e documentos pertencentes ao criador de "Space Oddity".

Em Londres, acontecerá, no O2 Academy Brixton, o concerto "Celebrating David Bowie", liderado pelo ator Gary Oldman, amigo de Bowie, com a participação de muitos dos músicos que tocaram com ele. O espectáculo tem sido replicado em várias salas e em Londres já está esgotado.

É na capital inglesa que está ainda em cena, por estes dias, o musical "Lazarus", de David Bowie e Enda Walsh, que teve estreia mundial há mais de um ano, em Nova Iorque, e que o músico preparou já doente.

Inspirado no romance "O homem que veio do espaço", de Walter Tevis, o espectáculo é protagonizado pelo ator Michael C.Hall, que interpreta vários temas de David Bowie. O repertório do espectáculo foi depois editado num disco, o "Lazarus Cast Album", editado em outubro passado, e que inclui as últimas gravações de estúdio de Bowie.

Para fevereiro deste ano está agendada uma nova edição comemorativa dos 40 anos da música "Sound and Vision", retirada do álbum "Low", de 1977, com produção de Bowie e Tony Visconti, e participação de Brian Eno.

É nesse mês que acontecerá ainda a cerimónia dos prémios Grammy, para a qual "Blackstar" está nomeado, a título póstumo, para melhor álbum alternativo.

Lusa

  • "Estamos vivos"
    11:41

    Reportagem Especial

    Os incêndios de 15 de outubro provocaram sete milhões de euros de prejuízos em empresas da região Norte. Castelo de Paiva foi o concelho mais atingido, o fogo destruiu várias casas e empresas que davam trabalho a cerca de 200 pessoas. Um mês depois do incêndio, a Reportagem Especial da SIC foi ver o que está a ser feito para ajudar a população.

  • Administrador recebia 420 mil € por ano quando aldeamento passava dificuldades
    4:39

    Operação Marquês

    A Caixa Geral de Depósitos tentou cortar para metade o salário do presidente do Conselho de Administração de Vale do Lobo, mas não conseguiu. Diogo Gaspar Ferreira ganhava 420 mil euros por ano, quando o empreendimento estava enterrado em dívidas. A Autoridade Tributária estima também que o arguido da Operação Marquês não tenha declarado 400 mil euros pagos pelo aldeamento.

  • Estudante português desaparecido no mar Báltico

    País

    Um jovem português de 21 anos desapareceu na segunda-feira, dia 13 de novembro, enquanto fazia uma viagem de cruzeiro entre a cidade finlandesa de Helsínquia e a capital da Suécia, Estocolmo. As autoridades locais fizeram buscas na madrugada em que Diogo Penalva caiu ao mar Báltico, por volta das duas da manhã.

  • Notas e moedas têm os dias contados?
    6:27
  • Político oferece 1,3 milhões por decapitação de atriz

    Mundo

    Deepika Padukone é uma das personagens principais do filme que retrata a relação entre uma rainha hindu e um governante muçulmano. O filme enfureceu um político do Governo indiano, que ofereceu 1,3 milhões de euros como recompensa a quem decapitasse a atriz. A polícia já destacou agentes para proteger a atriz, bem como a sua família.

  • Paris inaugura primeiro restaurante naturista

    Mundo

    Para entrar, é preciso retirar a roupa e apenas as mulheres podem permanecer calçadas. O primeiro restaurante naturista de Paris abriu em novembro para responder a uma necessidade em França, principal destino do mundo para os praticantes de nudismo.

  • Peru faz aparição especial na Casa Branca
    1:10

    Mundo

    Os norte-americanos estão a preparar-se para o tradicional Dia de Ação de Graças, assinalado na próxima quinta-feira. O tradicional peru fez esta terça-feira uma aparição especial na sala de conferências de imprensa, na Casa Branca, em Washington. O peru é o prato tradicional no Dia de Ação de Graças, uma data de louvor a Deus, que remonta ao século XVII e que é celebrada na quarta quinta-feira de novembro, sobretudo nos Estados Unidos da América e no Canadá.

  • Sara Sampaio brilha em Xangai
    1:50