sicnot

Perfil

Cultura

Pedro Almodóvar vai presidir ao júri do festival de Cannes

© Kena Betancur / Reuters

Pela primeira vez em 70 edições, o júri do Festival de Cinema de Cannes vai ser presidido por um cineasta espanhol, o emblemático Pedro Almodóvar - a quem nunca foi atribuída a Palma de Ouro.

Este ano caberá a Pedro Almodóvar e restantes jurados atribuir a mais alta recompensa do festival de cinema, que decorrerá entre 17 e 28 de maio.

"Estou muito feliz por festejar o 70º aniversário do Festival de Cinema de Cannes nesta função tão privilegiada. Estou reconhecido e honrado e estou nervoso!", declarou o cineasta de 67 anos em comunicado, citado pela agência France Press.

"Ser presidente do júri é uma grande responsabilidade e espero estar à altura das circunstâncias. Posso dizer-vos que me vou dedicar de corpo e alma a esta função, que é um prazer e um privilégio", acrescentou.

Almodóvar já fez parte do júri deste festival, em 1992, sob a presidência de Gérard Depardieu. A Palma de Ouro foi atribuída a "As melhores intenções" do realizador dinamarquês Bille August.

Cinco dos seus filmes já estiveram em competição em Cannes - "Tudo sobre a minha mãe", "Volver", "Abraços desfeitos", "A pele onde eu vivo" e "Julieta" no ano passado - mas nenhum recebeu a Palma de Ouro.

  • William e Kate apresentam o filho ao mundo
    1:42
  • Marcelo defende debate alargado sobre saúde
    0:57

    País

    O Presidente da República defende que um debate profundo sobre o futuro da saúde deve envolver todos os intervenientes políticos. Para Marcelo Rebelo de Sousa quanto mais partidos estiverem envolvidos na discussão, melhor.

  • Governo apresenta medidas que privilegiam arrendamento e reabilitação
    1:16

    País

    O Governo apresentou esta tarde um novo pacote de medidas para a habitação. Trata-se de uma visão que privilegia o arrendamento e a reabilitação como formas de garantir o acesso a todas as famílias a uma habitação adequada. O primeiro-ministro diz que é preciso segurança nos contratos de arrendamento e avança por isso como uma proposta de benefícios.

  • Salah Abdeslam e cúmplice condenados a 20 anos por tentativa de assassínio de cariz terrorista
    1:11

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo, que remete para o momento em que foi detido em Bruxelas, em março de 2016. Salah Abdeslam e um cúmplice foram considerados culpados de tentativa de assassínio de cariz terrorista pela participação numa troca de tiros com a polícia belga da qual resultaram três agentes feridos. 

  • Beyoncé e a irmã caem no Coachella e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC