sicnot

Perfil

Cultura

Ministério disponibiliza 2,5 milhões para as artes

O Ministério da Cultura vai abrir, até final de março, duas linhas de financiamento para apoio às artes, no montante de 2,5 milhões de euros, anunciou hoje o gabinete do secretário de Estado da Cultura, Miguel Honrado.

As verbas têm por objetivo garantir estabilidade à atividade artística, na fase de transição entre modelos de apoio, que se encontra em curso, e destinam-se a projetos e ao reforço de planos de atividade regular, segundo o comunicado da secretaria de Estado, hoje divulgado.

O anúncio foi feito esta tarde, horas depois de terminada a última de cinco reuniões que o secretário de Estado da Cultura manteve, ao longo desta semana, com agentes do setor, nas diferentes Direções Regionais de Cultura do país.

Estas reuniões, de acordo com o gabinete de Miguel Honrado, contaram com a participação de 371 entidades, num total de 531 pessoas, e destinaram-se a apresentar a metodologia e a calendarização dos trabalhos a realizar, com o setor cultural, no âmbito da revisão do modelo de apoio às artes.

A auscultação por inquérito aos agentes culturais vai decorrer de 14 de fevereiro e 03 de março, prazo durante o qual os agentes deverão preencher um formulário disponível no sítio da Direção-Geral das Artes, como se lê no comunicado.

Todas as entidades com atividade profissional, coletivas e singulares, quer sejam ou não beneficiárias do Estado, atualmente, "são convidadas a participar, bastando que estejam inscritas como utilizadores na plataforma eletrónica da Direção-Geral das Artes, até ao dia 01 de março".

A coordenação do processo de auscultação é da responsabilidade de uma equipa científica do Centro de Investigação e Estudos em Sociologia (CIES), do Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa - Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE/IUL), e os resultados da recolha de informação "serão fundamentais para a construção do novo modelo de apoio às artes", acrescenta o gabinete do Ministério da Cultura.

Os trabalhos estarão concluídos até ao final do primeiro semestre e as primeiras linhas de financiamento, no âmbito do novo regulamento, serão abertas no segundo semestre de 2017, afirma o gabinete de Miguel Honrado.

Lusa


  • Passos Coelho pede desculpa aos portugueses
    3:35
  • População afetada pelo fogo tenta repor o que as chamas destruíram
    1:54
  • Pyongyang compara Trump a Hitler

    Mundo

    A Coreia do Norte compara o Presidente norte-americano Donald Trump a Adolf Hitler. Pyongyang já acostumou o mundo à sua linguagem "colorida" quando critica os seus inimigos. Mas comparações com o responsável por mais de 60 milhões de mortes são muito raras.

  • Glifosato na lista de produtos cancerígenos na Califórnia

    Mundo

    O estado norte-americano da Califórnia, nos Estados unidos, pode vir a obrigar o fabricante do popular herbicida Roundup a comercializar o produto com um rótulo que informe os consumidores de que o produto é cancerígeno. O glifosato, princípio ativo do herbicida Roundup fabricado pela Monsanto, consta de uma lista que vai ser divulgada na Califórnia, a 7 de julho, de produtos químicos potencialmente cancerígenos.

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.