sicnot

Perfil

Cultura

Polícia angolana à porta dos cinemas para impedir menores em "As cinquenta sombras mais negras"

As autoridades angolanas estão a considerar seriamente colocar polícias à porta dos cinemas para impedir a entrada de menores para o filme "As cinquenta sombras mais negras".

Em comunicado, o Ministério da Cultura de Angola faz saber que "está a desenvolver esforços com instituições competentes, como a Polícia Nacional, para o devido acompanhamento (...) o Ministério da Cultura solicita aos agentes do sector da distribuição e exibição a tomarem medidas no sentido de inserir os filmes com conteúdo erótico ou pornográfico em horários adequados, devendo ser impedida a entrada de menores em tais sessões".

A trilogia "As cinquenta sombras", escrita pela autora britânica E. L. James, chegou ao cinema em 2015. A realização é de James Foley que também já está a finalizar "Cinquenta sombras - Livre", filme baseado no último livro da trilogia e que deverá chegar aos cinemas em 2018.

Do elenco de "As cinquenta sombras mais negras" fazem parte, além de Dakota Johnson e Jamie Dornan nos papéis principais, atores como Bruce Altman, Kim Basinger, Rita Ora, Eric Johnson ou Luke Grimes.

Em Angola, o filme está classificado para maiores de 16 anos, mas o Ministério da cultura apela "aos pais e encarregados de educação a reforçarem a sensibilização para os valores morais e cívicos e estarem atentos aos passos dados pelos filhos menores, sobretudo em saídas não acompanhadas por adultos.

Está em exibição desde 9 de fevereiro com sessões à tarde em duas redes de salas de cinema. Uma delas, a Zap filmes, é propriedade de Isabel dos Santos, filha do Presidente e uma das mulheres mais ricas de África.

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.